RG Eventos Assessoria e Cerimonial

Damas e pajens

Por: Rosilena Grillo | Categoria: Entretenimento | 11-06-2017 14:06 | 938
Foto de Reprodução

Sempre surpreendem a caminho do altar. Um sorriso cativante, um biquinho inusitado, um andar rápido... Estão lá para tornar a cerimônia graciosa e tiram suspiros quando passam.  As tendências aparecem para complementar o que já está sendo usado neste momento especial da cerimônia. O ideal é que as crianças tenham acima de 5 anos, e mesmo assim, ter um plano B, pois podem adoecer repentinamente e não muito raro, ficarem assustadas com a movimentação do dia e resolverem não participar. Nada aconselhável, é tentar forçar a entrada da criança, em caso de resistência. O  que uma criança resolve fazer espontaneamente é sempre bem aceito, mas quando adultos chamam atenção das crianças querendo que se comportem como soldadinhos de chumbo, os convidados passam a prestar atenção “na cena”. O porta alianças deve ser de acordo com o tamanho da dama ou pajem e que seja fácil a retirada das alianças, porém seguras durante o trajeto.   Damas adultas como irmãs e avós vem sendo outra opção.  Os cuidados neste caso são com os trajes, com o local onde ficarão durante a cerimônia e  com suas posturas, afinal não podem ofuscar o brilho da noiva.  É necessário atenção às normas das Igrejas, para  a quantidade de damas e pajens permitida. Nos casamentos realizados nos salões de festas ou jardins, os noivos tem a liberdade de escolher a quantidade de damas, pajens, padrinhos e entradas, mas é sempre bom lembrar que tudo tem que ser dosado. Afinal, os noivos devem ser o foco principal das atenções.
Momentos   inesquecíveis   requerem   cuidados especiais...
Conte com nossos serviços para o sucesso de seu evento.
RG Eventos Assessoria e Cerimonial