CARNAVAL 2017

Carnaval em Para

Por: Redação | Categoria: Arquivo | 08-02-2017 00:00 | 1462
Foto de

A prefeitura de São Sebastião do Paraíso confirmou que não realizará o carnaval de rua com escolas de samba, mas a Departamento de Cultura já organiza apresentação para não deixar a festa “passar em branco”. O evento acontecerá na Casa da Cultura dias 25, 26 e 27, das 16h às 22h.



O Carnaval não deve movimentar grande quantidade de pessoas que tradicionalmente acontece em Paraíso e região, isso porque dado ao fato de que os municípios vêm enfrentando uma situação difícil, as Prefeituras vêm cortando gastos para investir em áreas de maior prioridade, entre elas saúde e educação, além de pagamento de dívidas deixadas pelas administrações anteriores. Mesmo assim, as prefeituras já vêm se organizando para não deixar de realizar algum evento alusivo à data.



Na região Monte Santo de Minas e São Tomás de Aquino irão realizar carnaval de rua. O de Cássia, famoso e tradicional na região pelo número de foliões que sempre reuniu, nesse foi cancelado pela prefeitura, embora alguns blocos já estivessem se preparando para os desfiles que acontecem na Praça Barão de Cambuí. O argumento para cancelar o evento é que se trata de medida preventiva, após a confirmação de duas mortes por Febre Amarela em Delfinópolis; município vizinho.



SÃO SEBASTIÃO DO PARAÍSO



Em São Sebastião do Paraíso a prefeitura confirmou que não realizará o tradicional carnaval de rua, mas a Departamento de Cultura organiza apresentação para não deixar a festa “passar em branco”. O evento acontecerá na Casa da Cultura, nos dias 25, 26 e 27, das 16h às 22h.



Conforme explica o coordenador de eventos do Departamento de Cultura, Everaldo Barbosa, para o “Carnaval da Família”, será montado no local uma praça de alimentação, com componentes da própria Feira da Estação.



“Terá churrasquinho, chope, cerveja e salgadinhos. Também teremos uma tenda armada caso chova. A animação da festa será feita pela banda Robson e Viana e Banda, que tocará ritmos para agradar todos os gostos, entre eles axé, sertanejo, marchas de carnaval e outros”, destaca.



Inicialmente não seria organizado nenhum evento, segundo conta Everaldo. “Isso é pelo fato de não haver dinheiro e tendo em vista a situação financeira da Prefeitura. No entanto, o prefeito e a vice-prefeita sugeriram que nós do Departamento de Cultuar montássemos um projeto, de uma festa mais ‘simbólica’ e com preço acessível, para que a prefeitura pudesse arcar devido a atual conjuntura”, elucida.



Everaldo conta que conseguiu planejar um evento com preço baixo, tanto para a festa ser organizada em São Sebastião do Paraíso, quanto para a Guardinha. “Estamos recebendo da população muitos elogios, pela iniciativa, pelo fato de ser na Casa da Cultura e por ser este novo modelo. A população está bastante receptiva, tanto que nosso carnaval vai se chamar ‘Carnaval da Família’”, conta.



Em Guardinha, a festa acontece na praça do distrito. “Na Guardinha, o evento será realizado no sábado e na segunda. Quem irá animar a festa é a dupla João Roberto e Heleninha. Lá, a festa acontece das 19h às 23h. Acredito que a população vai aderir bastante, principalmente devido a situação econômica - muitas pessoas não vão ter condições de sair e esperamos um grande público. Haverá também toda uma segurança para que não haja problemas e vamos contar com apoio da Polícia Militar, Policia Civil, Corpo de Bombeiros, ambulâncias, enfim, toda uma estrutura para melhor atender a população”, completa.



SÃO TOMÁS DE AQUINO



Em São Tomás de Aquino, a Prefeitura planejou o CarnaThomaz, com três dias de festa que começa no sábado (25/2) a vai até segunda (27/2). A festa acontece ao lado do Poli Esportivo Maurício Goulart, em São Tomás de Aquino. Entre as atrações está Jender Rezende e Banda, no sábado, a partir das 22h30. No domingo (26/2), a festa começa às 16h, com a atração Tales e Maycon. Já na segunda, fechando o evento, contará com a atração RC2 e Banda.



De acordo com Larisse Caparelli, assessora de cultura na Secretaria Municipal de Educação, Esporte e Cultura, em São Tomás, a Prefeitura resolveu apostar em músicos do próprio município, a fim de valorizar a cultura local, e realizou um projeto também visando redução de gastos tem em vista a situação financeira dos municípios. “É uma forma de valorizar nossos artistas e também reduzir gastos com um evento muito grande; serão apenas três dias e uma matinês, enquanto que o normal seriam cinco dias de festa, incluindo duas matinês”, completa.



MONTE SANTO DE MINAS



Em Monte Santo de Minas, a prefeitura, tendo em vista a mudança de gestão e alteração da lei de subvenção, não será repassado dinheiro aos blocos para a organização do evento. No entanto, de acordo com o vereador Paulo Naves, a prefeitura deve contribuir com a estrutura para a realização da festa. O carnaval de rua montesantense, existe há mais de 50 anos sendo um dos mais movimentados da região.



“A prefeitura irá fornecer toda a estrutura (palco e banheiro químico) para que os blocos realizem o evento: aqui em Monte Santo de Minas são três: a Escola de Samba do Belém, Braz e Boas Novas. E também fará a cessão de uma área para que seja montada uma praça de alimentação. Tudo isso para ajudar, pois o carnaval de Monte Santo já é antigo e bem tradicional”, completa o vereador.