MACACO

SES investiga caso de macaco encontrado morto em Para

Por: Redação | Categoria: Arquivo | 22-03-2017 00:00 | 372
Foto de

A SES (Secretaria de Estado da Saúde) divulgou na terça-feira, 21, mais um boletim epidemiológico sobre os casos de febre amarela em Minas Gerais. Conforme o levantamento realizado, existem 92 municípios com casos suspeitos e outros 54 com situação confirmada. São Sebastião do Paraíso continua em fase de investigação referente a um macaco morto que foi encontrado no perímetro urbano da cidade.



De acordo com a SES no boletim divulgado neste início de semana sobre a investigação de casos suspeitos de febre amarela no Estado, o cenário apresentado é de menor incidência da doença. O volume de município com casos confirmados são de 54. Em 2017, até o momento (21/03), foram notificados 1.124 casos de febre amarela, sendo que desses 157 foram descartados e 347 são casos confirmados.



Foram considerados casos confirmados aqueles que apresentaram características como exame laboratorial detectável para febre amarela; exame laboratorial não detectável para dengue e histórico vacinal (não vacinado/vacinação ignorada). Ainda são caracterizada situações de sinais e sintomas compatíveis com a definição de caso; exames complementares que caracterizam disfunção renal/hepática. Em relação aos óbitos, foram notificados 195 óbitos. Desses, 123 foram confirmados para Febre Amarela.



No caso de São Sebastião do Paraíso o município está listado entre os que estão com pelo menos um caso em investigação. No dia 1º de março deste ano, foi localizado na Avenida Itália, no Jardim Europa, um macaco morto. Os restos do animal foram recolhidos e encaminhado para Belo Horizonte. Diferente do que foi divulgado inicialmente a amostra não foi enviada para a Fundação Ezequiel Dias (Funed). O laudo sobre as possíveis causas da morte do primata deverá sair nas próximas semanas. 



Ainda de acordo com a SES existem 149 municípios com rumor de epizootias, além de 122 com epizootias em investigação, além de 102 cidades com epizootias confirmadas para febre amarela. Na regional de Passos foram confirmados quatro casos de febre amarela em Delfinópolis.