TUDO PARADO

Obra de reforma e cobertura de quadra está parada há um ano

Por: Sebastião Tadeu Ribeiro | Categoria: Cidades | 04-07-2017 08:07 | 1713
As obras foram iniciadas em julho do ano passado com término programado para o aniversário de Paraíso de 2016
As obras foram iniciadas em julho do ano passado com término programado para o aniversário de Paraíso de 2016 Foto: Sebastião Tadeu Ribeiro

A quadra no Bairro São Francisco que também serve para a prática esportiva e lazer de moradores da Vila João XXIII, São Pedro, e Parque Belvedere está sem uso desde 1.º de julho de 2016, explicam moradores e frequentadores, ao Jornal do Sudoeste.
Naquela data se deu o início da reforma e construção de cobertura metálica da quadra, sanitários e até pequena arquibancada de concreto, para maior comodidade de torcedores.
A insatisfação é porque as obras foram iniciadas em julho do ano passado com término programado para o aniversário de Paraíso, 25 de outubro de 2016, portanto 115 dias, que não foi cumprido. 
Por esta razão, usuários da quadra, crianças, adolescentes e até adultos têm se deslocado até a quadra no Parque da Lagoinha, e até para o complexo esportivo do Bairro San Genaro, bem distantes. Insatisfeito, protesta o senhor Carlos Roberto, que reside no Bairro São Francisco, pai de três filhos que praticam futsal.
A quadra, conforme se vê na foto, está com parte do piso ocupado por materiais de construção, impedindo a prática esportiva. A Prefeitura pelo menos poderia retirar os materiais, pede o senhor Carlos Roberto.
Neste sábado, 1.º de julho completa um ano do início das obras que estão paralisadas. O valor da obra foi orçado em R$ 233.291,28 verba financiada pela Caixa Econômica Federal, parceria do Ministério dos Esportes e Prefeitura de São Sebastião do Paraíso, trabalho e reivindicação do vereador Sérgio Gomes.
A quadra de futsal, que pode ser transformada em poliesportiva, é de fundamental importância social para moradores, principalmente crianças e adolescentes dos referidos bairros.
A prática desportiva proporciona lazer, ocupação e ajuda a evitar “maus caminhos”, e a perdição do ser humano. Então, há muito tempo esta obra deveria ter sido concluída, na programação determinada.