CARGA DE CAFÉ

Acissp disponibiliza iscas para coibir roubo e furto de carga de café

Por: João Oliveira | Categoria: Agricultura | 05-08-2018 15:47 | 96
Presidente da ACISSP Ailton Rocha de Sillos
Presidente da ACISSP Ailton Rocha de Sillos Foto de Reprodução

A Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Serviços de São Sebastião do Paraíso (Acissp), fez alto investimento na aquisição de um equipamento para utilização no rastreamento de carga de café, caso ela venha a ser roubada ou furtada. A iniciativa nasceu em virtude da insegurança dos produtores para este período do ano, uma vez que transportam grande volume de café beneficiado para armazenagem fora de suas propriedades. 

A Associação diz que a Polícia Militar tem desenvolvido importante trabalho preventivo, inclusive para orientação sobre os cuidados que o cafeicultor deve envidar, no sentido de diminuir o risco de prejuízo, mas que às vezes é insuficiente devido à ousadia dos criminosos. "Já disponibilizamos a locação do equipamento, com desconto, de "iscas" para monitoramento do transporte do café, por apenas R$20,00 por dia, por no mínimo cinco dias, quanto maior o tempo de uso, menor o investimento diário", destaca o presidente da entidade, Ailton Rocha de Sillos.

Porém, apesar dos esforços, o presidente da Associação comenta que houve pouca procura, mas que a associação está à disposição dos produtores para oferecer este serviço. "É um investimento barato, de R$ 20 ao dia. Hoje uma saca custa em torno de R$ 400, ou seja, se for roubada uma carga de mais ou menos 50 sacas, é um prejuízo de R$ 20 mil para este produtor", explica.

Sillos ressalta que buscou a parceria da melhor empresa de monitoramento do país, a multinacional Pósitron. "Vale muito a pena utilizar esse dispositivo para monitoramento da carga, que complementa o do caminhão, pois devido à alta tecnologia, é possível acompanhar, mesmo à distância, todo o trajeto do transporte, com mais de um tipo de sinal, e, em caso de roubo, caso o caminhão seja deixado para trás, a carga segue monitorada em outro veículo, a polícia será acionada e terá condições de localizar o produto com o apoio da equipe de suporte da empresa", ressalta.

O presidente da Acissp diz que o diferencial desta isca está no fato dos criminosos não conseguirem identificá-la na carga. "Sabemos que tem situações em que os próprios funcionários podem dizer aos bandidos que a carga está deixando a fazenda. 

Com esta isca é possível localizar essa carga onde ela estiver. Têm algumas iscas que o criminoso consegue identificar, porém, esta que contratamos é feita de modo que ele não tenha êxito em identificá-la. Para o produtor fazer o aluguel é barato e a Acissp fez um bom investimento para este serviço que está aqui à disposição", completa o Sillos.