Assalto, furtos e tentativa de homicídio marcam as ocorrências

Por: Redação | Categoria: Arquivo | 14-07-2002 00:00 | 259
Foto de

Entre os diversos fatos ocorridos nos últimos dias, chama atenção inúmeros assaltos, furtos e tiros numa ação em que a vitima alega ter sofrido uma tentativa de homicídio. Também continua o reclame dos moradores quanto a liberdade encontrada pelos usuários e traficantes de drogas. Em alguns bairros como Veneza, segundo informações, já existe até disputa pelo comando e controle de ponto. Moradores com medo de represálias estão sentindo-se ameaçados e evitam abordar o assunto e a identificação, quando fazem a reclamação aos meios de comunicação.
Em um dos casos registrados e divulgados pela polícia, dois indivíduos não identificados, armados, invadiram o escritório da Empresa Druviafram Sociedade Ltda., localizada na Rua Geraldo Marcolini, bairro Bela Vista. Enquanto um fazia a cobertura do lado de fora outro assaltante rendeu o funcionário Gleiton Henrique Bonfante e levou a quantia de R$535,00.
Naquele dia (quarta-feira 10) por volta das 16:30h, empresa faria pagamento dos funcionários. Eles trabalharam no expediente de manhã e foram dispensados por falta de material. Deveriam voltar a tarde para receber o acerto de mês. O assaltante chegou, um pouco antes, perguntando sobre o dinheiro do pagamento . Fez um disparo para intimidar o funcionário e acabou levando o que estava sobre a mesa. A dupla evadiu sem ser identificada.

Na Sport Center
Diversos outros assaltos e furtos em residências aconteceram nos últimos dias. Um deles ocorreu na loja 2 da Sport Center A polícia não divulgou os dados e nem tem pista os possíveis autores. Sabe-se que a vitrine do estabelecimento foi estourada durante a noite de domingo para segunda-feira. O material levado, de origem esportiva, entre tênis, confecções e skates. O prejuízo pode chegar a 10 mil reais.

Tiros na festa
A exemplo do que aconteceu na festa de Santo Antônio há um mês, desta vez o fato se repetiu. Houve tiros nas proximidades da quermesse do Asilo São Vicente de Paulo, quinta-feira,11, a noite. 
A vítima, o comerciante Juvenal Benedito Moraes, 30 comerciante, disse que havia desentendido com um indivíduo apontando por ele como "Baianinho". O motivo não bem explicito, teria sido uma provocação sofrida por Juvenal, quando estavam nas proximidades do local da festa. O acusado teria então sacado de uma arma e feito disparos para o alto.
Ao deixar o recinto no Monza GPI 6564, o comerciante diz que teve o carro alvejado na lataria e no retrovisor. Segundo ele, "Baianinho" foi quem fez os disparos, estando em um Vectra Branco, placa GOU 7183, Capitólio - MG. 
O acusado, segundo explicou a vitima, mora no bairro Veneza em Paraíso. Na delegacia Juvenal certificou a queixa e solicitou providência policial, temendo pela sua segurança. "Isto foi uma tentativa de homicídio", comentou a reportagem do Jornal do Sudoeste.