IMA alerta produtores rurais sobre vacinação

Por: Redação | Categoria: Arquivo | 21-07-2002 00:00 | 451
Foto de

A campanha de vacinação contra a febre aftosa, nesse período do ano, já foi concluída, mas segundo o chefe do escritório seccional do Instituto Mineiro de Agropecuária, IMA, Gilberto Figueiredo Santos, alguns criadores de gado ainda se encontram em situação irregular. "É importante que não deixem de acertar a documentação relativa às vacinas aplicadas, junto ao escritório do IMA", diz Santos lembrando que aquele que não regularizar esta situação pode levar multa. "Porque a partir do momento em que ele deixa de vacinar, ele pode ter um prejuízo muito grande, além de colocar em risco seus animais ", conta.
A região de São Sebastião do Paraíso é "livre com vacinação", porque existe a possibilidade da presença do vírus. "Se um animal não for vacinado ele não tem imunidade e provavelmente pode desenvolver a doença", comenta.
Os criadores não devem achar que não precisam vacinar os animais pelo motivo de "ser livre". "A Europa caiu nesse erro e tiveram que matar uma quantidade enorme de animais, o que causou um grande prejuízo", comenta.
Além disso, Santos lembra aos criadores que deve ser feita também a vacinação de bezerras contra a brucelose e de todos os animais da fazenda contra a raiva. "Tivemos recentemente dois casos de raiva na região, somente porque os criadores passaram a vacinar uma vez por ano", salienta Santos informando que o ideal é vacinar duas vezes por ano. "Como a carga de vírus detectadas em morcegos é alta, a imunidade dos animais também devem ser aumentadas para que eles agüentem", conclui.