Criança se corta com linha contendo cerol

Por: Redação | Categoria: Arquivo | 25-08-2002 00:00 | 514
Foto de

As campanhas de conscientização parece não ter surtido efeito quanto ao perigo causado com a utilização de cerol na linhas de pipas. Na tarde de quinta-feira, 22, no bairro São Sebastião, em Paraíso, houve registro de um caso que por pouco não tornou fatalidade. A vitima, N.S.C. de apenas um ano e cinco meses. O autor, o estudante T.J.N. 14 anos.
Segundo a polícia, testemunhas contam que encontraram a vitima N.S.C. na rua Alfredo Campolongo com um corte transversal na região do pescoço provocado pelo atrito com a linha de cerol. A criança foi imediatamente socorrida no Pronto Socorro, tendo sofrido sutura com mais de cinco pontos no local do corte. A ocorrência foi registrada por volta das 18 horas.
O garoto T.J. acusado de estar com a linha revestida de cerol, ao ser localizado e identificado alegou que o material era de um colega e no confronto com outros pipeiros teve a linha cortada. Quando tentava recuperá-la puxou a linha que fatalmente enroscou na criança, causando o ferimento. 
A sua mãe, foi comunicada sobre a ocorrência e lamentou o fato. Ela estava trabalhando e foi surpreendida com a notícia. Disse que tem orientado o filho e justificou que o controle fica difícil pela ausência do lar. Entretanto, anunciou que vai ajudar na assistência a criança ferida.
Para a polícia o fato deve servir de exemplo para os garotos e crianças que insistem em soltar pipa com cerol. Segundo a assessoria de comunicação da 81ª Cia PM, os pais e educadores precisam levar a sério os perigos que causam as linhas com cerol e conscientizar os filhos e estudantes. 
Recentemente a Assembléia Legislativa de Minas aprovou projeto de lei, que lesão causada por cerol é crime e será apreciado pela Justiça. O caso em Paraíso foi conduzido para Delegacia e havendo representação dos pais de vítima, será aberto inquérito policial.