Sagrado Coração a partir do dia 14 passa atender pelo SUS

Por: Redação | Categoria: Arquivo | 29-09-2002 00:00 | 454
Foto:

O Hospital Sagrado Coração de Jesus - HSCJ, passa a atender pelo Sistema Único de Saúde - SUS, a partir do 14 de outubro em São Sebastião do Paraíso com abrangência regional. A informação foi confirmada ao Jornal do Sudoeste pelo deputado Rêmolo Aloise. O credenciamento do HSCJ como hospital geral foi oficializado no início do mês, conforme publicação no Diário Oficial. "Foi uma luta muito grande. Só Deus sabe o que passamos para agora ter a alegria de poder anunciar que o Sagrado Coração inicia o atendimento pelo SUS a partir do dia 14", disse o médico e deputado.
Há uma visível carência no atendimento à saúde pública, e o nosso objetivo será contribuir para que a região possa ser melhor atendida, "principalmente com muita dignidade", disse Reminho. "Serei parceiro de todos, desde que haja respeito", voltou a frisar o deputado.
Após o anúncio do cre-denciamento, conforme o Sudoeste publicou em 15 de setembro, a direção do Sagrado Coração passou a formar a sua equipe de profissionais. "É uma satisfação renovada podermos anunciar aquilo que há muito tempo pretendíamos fazer, o início do atendimento pelo SUS", afirma Reminho.
Como hospital geral, o Sagrado Coração poderá realizar internações clínicas, cirurgias, exames especializados, como por exemplo mamografia e eletros, além das consultas e exames que já realizava.
Assumindo a postura de "deputado da saúde", termo com o qual foi denominado algumas vezes por correligionários, Reminho diz que a próxima etapa será colocar em funcionamento o setor de tratamento oncológico. "Prefiro não falar em data, mas posso afirmar que tudo está caminhando muito bem, e em breve poderemos ajudar a diminuir o sofrimento de um grande número de pacientes na luta contra o câncer", afirma.
Reminho reafirma que a equipe do Sagrado Coração será a altura de Paraíso e região. "Deixei de fazer parte da sociedade do hospital dado a minha atuação como deputado, pois há impedimento nesse sentido. No entanto, continuo com o meu ideal de médico, profissão que escolhi por vocação, e pela qual cada vez mais me entusiasmo", finalizou.