Eleição foi tranqüila em Paraíso

Por: Redação | Categoria: Arquivo | 13-10-2002 00:00 | 441
Foto:

O processo de escolha dos novos representantes políticos em São Sebastião do Paraíso foi relativamente tranqüilo. "Tivemos poucos problemas, apenas duas urnas apresentaram defeitos técnicos. A população está de parabéns, os candidatos também. A cidade está bastante evoluída e respeitando inteiramente esse manifesto de cidadania, " afirma Rinaldo Kennedy Silva, juiz da 254.ª zona eleitoral.
Ao contrário de muitas cidades mineiras que atrasaram demasiadamente o processo de votação, e conseqüentemente o de apuração, em Paraíso, as seções fecharam dentro do horário previsto, ocorrendo somente um problema técnico na transmissão de votos para o Tribunal Superior Eleitoral- TSE. "Contudo foi tudo previamente solucionado, sem maiores preocupações. Ao que tudo indica, o maior empecilho para os eleitores, principalmente os mais idosos e de formação simples, que se confundiram com a tecnologia recente," opina.
Quem concorda com o juiz, é a auxiliar de serviços gerais, Marlete da Costa Souza e Silva. "Acho que o que fez a eleição ficar cansativa, foi a demora na fila. Quem sabe ler bem, e tem um pouco mais de agilidade não teve problemas, porém houve quem sofreu horrores para exercer sua cidadania. Eu acredito que nem todos os eleitores estavam preparados para essa eleição informatizada," ressalta.
Sobre isso, Kennedy salienta que na eleição de domingo houve uma complexidade devido ao extenso número de candidatos, e ao fato de os eleitores se concentrarem nas seções num determinado período, deixando de levar os números dos representantes escolhidos num papel e de procurar os locais de demonstrações da urna eletrônica ao longo dos meses que antecederam o processo democrático.
Contudo, o juiz afirma estar satisfeito com os resultados. "A população está de parabéns, tudo indica que no segundo turno, os problemas enfrentados nessa etapa serão bem menores, já que a escolha será mais simplificada," concluiu.