Prefeitura abre nova licitação para conclusão de obras no Centro Olímpico

Por: Redação | Categoria: Arquivo | 13-10-2002 00:00 | 486
Foto:

O índice de roubos e assaltos volta a crescer em São Sebastião do Paraíso. O que era uma expectativa de temor por parte da população, começa tomar forma real de uma situação vivenciada anteriormente. Nos meses que antecederam a colheita de café, as ocorrências em estabelecimentos comerciais e residências eram registrados em até cinco casos por dia, média semanal de quase 20 boletins. Durante o período em que a cafeicultura empregou grande contingente de pessoas, os números abaixaram. Voltaram a crescer em casos registrados nos últimos quinze dias.
A policia registrou assalto ocorrido em farmácia, padaria e diversos furtos em residências, principalmente no Bairro Santa Tereza, local em que os moradores apontam como "o centro de roubos". Um casal, residente na rua João Felipe Carvalho que não quis ter o nome mencionado, conta que tiveram na terça-feira, 8, a casa toda revirada. Encontraram a porta arrombada e notaram ausência do aparelho de som. 
Na semana anterior (quinta-feira,3, um assalto ocorrido na Farmácia Pronto Socorro foi semelhante ao registrado na noite de quinta-feira, 10, este, na Padaria Dadá, Jardim Coolapa No primeiro caso um indivíduo armado possivelmente com um revólver 38, entrou e exigiu o dinheiro do caixa. Segundo a atendente no local, o sujeito apresentava aspecto jovem, embora cobrisse o rosto com a camisa evitando a identificação. Sendo ameaçada pela arma voltada para sua cabeça, viu-se obrigada a limpar o caixa e entregar a quantia de R$100,00. O autor fugiu em seguida e não foi localizado pela polícia.
Uma semana depois o fato se repetiu. A vítima, João Vinícius Ozelim, relata que o assaltante chegou em uma bicicleta, apontou-lhe o revólver, exigiu o dinheiro do caixa e antes de evadir-se o trancou em um cômodo. Nesta ocorrência a polícia localizou na Vila Santa Maria, W.N.M., J.L.L., A .P. P. (ambos com 16 anos), L.D.A . 17 e Rodrigo Domingos das Dores, 19 e Cleiton Ribeiro Castilho, 19. O menor J.L. teria assumido a autoria do assalto e isentado a participação dos demais. Alguns deles já com passagem pela Delegacia e outros recolhidos no regime semi-aberto.