SUSPEITOS

PC prende suspeitos de articularem atos terroristas em Paraíso

Por: João Oliveira | Categoria: Polícia | 22-08-2018 15:06 | 195
A operação, batizada de “Operação Nero”, foi conduzida pelo delegado Tiago Bordini
A operação, batizada de “Operação Nero”, foi conduzida pelo delegado Tiago Bordini Foto de Reprodução

Quatro pessoas foram presas em cumprimento de mandado expedido pela Justiça após investigação da Polícia Civil identificar responsáveis por articular ataques a ônibus e outros veículos em São Sebastião do Paraíso e Monte Santo de Minas no início de junho. A operação, batizada de “Operação Nero”, foi conduzida pelo delegado Tiago Bordini. Segundo ele, criminosos teriam algum tipo de ligação com uma organização criminosa  que atua em São Paulo.

Conforme a Polícia Civil, os mandados foram expedidos em razão de ataques incendiários a ônibus e caminhões de lixo que aconteceram tanto no município paraisense quanto em Monte Santo de Minas. “Na ocasião os autores, que inclusive participavam de grupos em redes sociais onde planejavam, articulavam e divulgavam as ações terroristas, foram identificados e tiveram suas prisões preventivas solicitadas”, informou o delegado.

A Operação Nero foi desencadeada na manhã desta quarta-feira (22/8), e resultou nas prisões de quatro homens. Ainda foi identificado um sexto integrante, José Francisco Fernandes, que está cumprindo pena na Penitenciária Nelson Hungria, em Belo Horizonte.

“Todos os presos têm algum tipo de envolvimento, filiados ou simpatizantes da organização criminosa PCC. A operação foi batizada de Operação Nero em alusão ao Imperador Romano que teria supostamente colocado fogo em Roma na Antiguidade”, finaliza o delegado.

RELEMBRE

Os incêndios a ônibus começaram a ser registrados em todo o estado de Minas no início de junho, dias após ter sido anunciada o fim da greve dos caminhoneiros. Segundo o último levantamento, havia sido registrado 116 ataques, sendo 71 ônibus incendiados em 43 cidades. O governo havia afirmado que ordens para ataques vinham partindo de facção criminosa, insatisfeita com o rigor no sistema prisional.

Na região, Passos, Guaxupé, Monte Santo de Minas, além de Paraíso, viveram dias de insegurança, passando os transportes coletivos a funcionar em horários especiais. 

Em São Sebastião do Paraíso, na madrugada de 20 de junho caminhões usados para fazer coleta de lixo foram alvo de criminosos que atearam fogo nos veículos que estavam em uma garagem na avenida Zezé Amaral. Um deles foi queimado.

Transporte de estudantes que fazem faculdade em Passos, por exemplo, chegou a ser suspenso por recomendações da Polícia Militar, em razão dos ataques. Felizmente, não houve registro de feridos em nenhum dos municípios onde foram registrados ataques.