AVALIAÇÕES

Escolas paraisenses são destaques em avaliações de proficiência do Estado

Primeiro ano do Ensino Médio ficou em primeiro lugar no Estado em avaliação de matemática
Por: João Oliveira | Categoria: Educação | 25-08-2018 17:44 | 47
Todas as escolas públicas são avaliadas
Todas as escolas públicas são avaliadas Foto de Reprodução

Escolas da rede estadual e municipal de ensino em São Sebastião do Paraíso conseguiram se destacar em duas provas de avaliação de proficiência em Língua Portuguesa e Matemática realizadas pelo Sistema de Avaliação das Escolas Públicas de Minas Gerais, o Simav. Foram realizadas duas provas, uma exclusiva para o 3º ano do ensino básico, o Proalfa (Programa de Avaliação da Alfabetição) e uma para o Programa de Avaliação da Rede Pública de Educação Básica (Proeb), que avaliou estudantes do 7º ano do Ensino Fundamental e 1º e 3º ano do Ensino Médio.

De acordo com a assessora pedagógica da 35ª Superintendência Regional de Ensino em São Sebastião do Paraíso (35º SRE), Maísa Cláudia de Melo Barreto, as avaliações servem para testar a proficiência dos estudantes nestas duas áreas de conhecimento e, a partir daí, traçar metas para melhorar a qualidade do ensino e investimentos na própria educação. Apesar do bom resultado, o número de alunos em baixa proficiência ainda é alto.

“Após avaliação, é divulgado o resultado que é chamado de proficiência, de cada aluno e de cada escola. A partir do momento que cada escola recebe o resultado, ela se autoavalia como um todo e depois permite que se faça uma avaliação por turma e por aluno, para que a escola possa fazer um plano de intervenção para aqueles que estão no baixo desempenho”, destaca a ser-vidora.

Todas as escolas públicas são avaliadas. “A gente fala que é uma avaliação em larga escala, ou seja, todos os alunos são avaliados e é feito um rodízio. Neste ano, o Proeb, que deve acontecer em outubro, irá avaliar 5º e 9º ano do Ensino Fundamental e 3º ano do Ensino Médio”, acrescente Maísa.

A servidora destaca que a 35ª SRE em Paraíso vem em uma constante positiva, mas que não se pode comemorar tanto porque ainda há muito aluno no baixo desempenho. “Apesar disto, em matemática, o 1º ano do Ensino Médio, ficou em 1º Lugar no Estado, e é algo para se comemorar, porém se formos fazer uma avaliação por trás deste resultado, ainda há 57% de alunos deste ano que estão no baixo-desempenho”, explica.

Em comparativos, outras superintendências se encontram em situação bem pior. “Só ficamos em primeiro lugar, porque só temos esse 57% em baixo desempenho, outras SREs estão com 70% ou 80% de baixo desempenho. Embora nosso resultado mostre ser positivo, ainda há muito que ser melhorado no ensino dos nossos alunos”, destaca.

Segundo explica a assessora pedagógica, muitos fatores colaboram para esses índices. “Acredito que a avaliação é um dos indicativos que permite que a Secretaria de Educação e o Governo invista na educação, porque permite melhorar a qualidade da educação, pois temos escolas com proficiência boa e proficiência mais baixa, mas que diante destes resultados possibilita buscar o equilíbrio, além de aumentar a eficiência”, avalia.

“Tudo parte de um incentivo, de valorização do professor e melhora na estrutura das escolas, consequentemente isso irá contribuir para a qualidade do ensino. Agora é analisar esses dados e não parar por aí. A avaliação é um indicativo muito bom porque permite ver o que o aluno aprendeu e o que não aprendeu, sendo este último o foco”, acrescenta.

O próximo passo será reunião, que deve acontecer na próxima quarta-feira (29/8), com especialistas de cada escola do município, onde serão apresentadas as análises e propostas de intervenção da SRE. “A partir desta reunião, acontecem os seus desdobramentos: cada representante da sua escola reúne sua equipe pedagógica e juntos traçam planejamento de intervenção para esses meninos. É importante ressaltar que essas avaliações não são um trabalho de ranqueamento, mas Paraíso está bem dentro da 35º SRE, que abrange outros 16 municípios”, completa.

Os resultados por escola podem ser conferidos por meio do site www.simav. caedufjf. net.