VACINAÇÃO

Campanha de Vacinação não atinge expectativa e Vigilância em Saúde pede apoio à população

Por: João Oliveira | Categoria: Saúde | 30-08-2018 09:27 | 120
Foram imunizadas e postos de saúde ainda aguardam atingir os outros 57%
Foram imunizadas e postos de saúde ainda aguardam atingir os outros 57% Foto de Reprodução

A Campanha Nacional de Vacinação contra a poliomielite e sarampo não atingiu a expectativa de cobertura vacinal em São Sebastião do Paraíso e no Estado de Minas. Os números estão bem abaixo do esperado e no próximo dia 31, sexta-feira, será encerrada a campanha. No município, apenas 53% das crianças de 1 a 4 anos (público alvo da campanha) foram imunizadas e postos de saúde ainda aguardam atingir os outros 57%.

No município existem cerca de 3200 crianças na faixa etária a quem se destina a campanha. Isto significa que deste número, apenas 1.696 foram vacinadas. Conforme aponta a coordenadora da Vigilância em Saúde, Daniela Cortez, a procura está muito abaixo do esperado e a expectativa era de que pelo menos 95% dessas crianças já estivesse sido vacinadas às vésperas do encerramento da campanha.


“As mães e responsáveis não têm levado suas crianças, as salas de vacinas têm ficado vazias. Fomos às creches do município realizar a vacinação, temos ido à zona rural, mas ontem, por exemplo, não houve uma criança para ser vacinada e as que estavam entre o público alvo já haviam sido imunizadas. Estamos correndo atrás para atingir nossa meta, que é 95%”, destaca Cortez.


Conforme Daniela, devido à onda de casos de sarampo, principalmente no norte do País, pensou-se que faltariam vacinas por conta da demanda, mas aconteceu justamente o contrário. Ela destaca ainda que, até o momento, o governo de Minas não sinalizou nenhuma possibilidade de estender a campanha e que calendário segue cronograma estabelecido.


Segundo aponta dados levantados pela coordenadora, em todo o Estado a vacinação atingiu 70% de cobertura, e deste número 70% é de vacinação contra sarampo e 71% contra a poliomielite. É um número abaixo do esperado tendo em vista o período da campanha.


“É muito importante que a população esteja atenta à vacinação. O sarampo é uma doença muito séria que pode matar e a poliomielite leva a consequência para o resto da vida e, às vezes, os pais estão deixando de pensar nessas consequências pela criança estar saudável e não pensam no futuro, como uma possível epidemia mundial, com os casos de sarampo no norte do Brasil e a pólio na Europa”, alerta.


Daniela destaca ainda que a vacina não apresenta nenhum tipo de reação e que não há problemas em relação às crianças que têm alergia. “São casos raros e os pais já tem esse conhecimento e sabe se a criança tem alguma alergia ou não. A vacina é 100% segura”, acrescenta.

A VACINA
A vacina é uma rotina no calendário de vacinação nacional e, conforme Cortez, todo adulto tem o direito a esta dose. “Em Paraíso, 100% das crianças menores de dois anos já foram vacinadas e temos vacina disponível sempre e a campanha seria apenas uma dose extra para fortalecer a imunização no município, e que é muito importante. Pedimos que os pais se atentem e procurem o quanto antes um posto de vacinação”, completa.

POSTO
Entre os salas de vacinas estão: o Posto de Puericultura, à rua Gedor Silveira, nas USFs da Vila Formosa , à rua Maria Abadia Amaral Malaguti, 180; USF Vila São Pedro (terças e quintas), à rua Francisco Quintino , 181; USF São Judas, à rua coronel Alfredo Serra e USF no distrito de Guardinha, à rua Germano Guerra, 445.