KUNG FU

Alunos da Shaolin do Norte participam de XXIX Campeonato Brasileiro de Kung Fu no Paraná

Por: João Oliveira | Categoria: Esporte | 05-09-2018 09:59 | 1440
Ao fundo o mestre Márcio Zaqueu e os alunos André e Yago Clarismunde, respectivamente a sua esquerda; e os pequenos Yago Lovo e Vitor Hugo
Ao fundo o mestre Márcio Zaqueu e os alunos André e Yago Clarismunde, respectivamente a sua esquerda; e os pequenos Yago Lovo e Vitor Hugo Foto de Reprodução

Acontece entre os dias 5 e 9 de setembro o XXIX Campeonato Brasileiro de Kung Fu Wush que será realizado em Londrina, no Paraná. Entre os alunos que deverão representar São Sebastião do Paraíso na disputa estará Yago Carismunde, André Naves, Yago Lovo e Victor Hugo. De acordo com o mestre em Artes Marciais, Márcio Zaqueu, os jovens partem de viagem nesta quarta-feira (5/9) para se integrarem a Seleção Mineira.

“As chances de conquistar medalhas são promissoras, já que eles vêm treinando com muita garra, disciplina e dedicação. É certo que todos que lá estiverem irão estar com o mesmo objetivo de conquistar boas classificações, mas acredito que esses alunos têm potencial de serem medalhista pelo esforço que tiveram em suas preparações”, destaca o professor.

Conforme Zaqueu, este é um evento de nível nacional onde se aguardam em torno de mais de 800 atletas de 23 estados. O evento classifica os melhores atletas para seletiva dos treinos da Seleção Brasileira de Kung Fu Wushu, que é realizado na Universidade de Campinas (UNICAMP), e que se uma vez passado nos testes de alto rendimento, esses alunos terão a chance de integrarem a Seleção Brasileira para competir em eventos internacionais.

“Eles poderão ainda pleitear Bolsa Atleta do Governo Federal junto ao Ministério dos Esportes. Este direito se dá não só pelas conquistas dos atletas, mas também por eles fazerem parte de uma Academia séria e tutelada com professores formados e reconhecidos junto da Federação Mineira e Confederação de Kung Fu Wushu Brasileira com todas as suas obrigações em dias junto dos órgãos fiscalizadores”, completa Zaqueu.