INCÊNDIO

Incêndio destrói secadora de café

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Acidente | 06-09-2018 16:41 | 6332
Bombeiros enfrentaram muita fumaça no combate ao incêndio impedindo que o fogo se alastrasse para outras áreas
Bombeiros enfrentaram muita fumaça no combate ao incêndio impedindo que o fogo se alastrasse para outras áreas Foto de Vasco Caetano/ Jornal do Sudoeste

Um incêndio registrado na tarde de quinta-feira (6/9) destruiu parte de um galpão de beneficiamento de café, em São Sebastião do Paraíso. O caso foi registrado por volta das 13 horas em uma empresa localizada no quilômetro 1 da estrada que dá acesso ao Morro Vermelho. Segundo informações de funcionários, o fogo teria iniciado em uma caldeira e após uma pequena explosão as chamas se alastraram para outras áreas. O Corpo de Bombeiros foi acionado e conteve as chamas impedindo que outras partes do depósito fossem destruídas. Apesar do susto, ninguém se feriu.

De acordo com as primeiras informações, o fogo teria iniciado em uma caldeira utilizada para fazer a secagem de café. Um funcionário do local ao perceber fumaça tentou abrir uma das portas do galpão quando houve uma explosão. Parte da lateral do depósito foi lançada ao chão e as chamas se propagaram. O fogo se estendeu até mesmo para o lado de fora da empresa.

Uma área externa onde havia um monte de palha de café também foi atingida e sofreu um princípio de incêndio. Com o vento forte que soprava, o fogo alcançou um terreno nas imediações e ameaçava chegar a pastagem próximo a um haras. Uma nuvem de fumaça podia ser vista de algumas regiões da cidade.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e enviou duas viaturas para o atendimento da ocorrência. Além de uma Unidade de Resgate (UR) também foi usado um caminhão autobomba, com cinco socorristas. Os brigadistas fizeram o combate às chamas dentro do galpão e ainda atuaram para impedir que o fogo se alastrasse para outras áreas do depósito e também nas pastagens próximas a secadora. Devido à intensidade da camada de fumaça e o forte calor eles utilizaram equipamentos especiais para respiração.

Mesmo depois de duas horas do início do incêndio uma equipe dos bombeiros permanecia no local fazendo os trabalhos de recaldo e resfriamento do depósito. O funcionário que presenciou a explosão no local, apesar do susto, não sofreu nenhum tipo de ferimento. Além da queda da parte lateral, a caldeira ficou danificada, inclusive o secador e o café que estava sendo beneficiado foram queimados e destruídos. Nas proximidades também existem alguns silos de milho, que não foram atingidos.