PRIORIDADE

Semáforo na Santa Luzia com Wenceslau Brás é prioridade, mas faltam recursos

Por: João Oliveira | Categoria: Cidades | 14-09-2018 19:17 | 978
Para evitar colisões e congestionamento, precisa instalar Semáforo
Para evitar colisões e congestionamento, precisa instalar Semáforo Foto de Sebastião Tadeu Ribeiro/Arquivo

É crescente o número de pedidos por semáforos no cruzamento da avenida Wenceslau Brás com a Santa Luzia devido ao fluxo de trânsito naquela localidade e a dificuldade que condutores têm encontrado para fazer o cruzamento tanto para sair sentido a ambos os lados da avenida quanto ter acesso à Santa Luzia. O secretário municipal de Segurança Pública, Trânsito, Transporte e Defesa Civil, Miguel Felix, informou ao Jornal do Sudoeste que a sinalização naquele local é uma prioridade, mas que faltam recursos para executar este serviço.

Conforme explica, já foi realizado estudo técnico e aprovada a colocação de um semáforo naquele cruzamento, porém, devido a uma indisponibilidade financeira, não há recursos em ficha para comprar um semáforo. A alternativa, segundo destaca, será a conclusão da municipalização que, assim que estiver encerrada e agentes de trânsito capacitados, terá recursos específicos que serão gastos somente com a melhoria da sinalização no trânsito paraisense.

 "Nós tivemos abertura do prefeito Walker Américo Oliveira para que tudo isto acontecesse e todo o recurso ficará vinculado para a Segurança Pública, especificamente para o trânsito para custear ações preventivas, educativas e também questões de sinalização, com exceção de 30% que, pela legislação, tem que ir para a Saúde,", explica.

Segundo destaca o secretário Miguel Félix, esta sinalização não é cara, mas atualmente tem sido difícil conseguir empresas interessadas em participar de processos licitatórios, sendo que  a maioria que oferece esse material quer pagamento à vista.

"A prefeitura já tem alguma dívida com algumas dessas empresas, são dívidas feitas em gestões passadas e que foi acumulando com o tempo. O fornecedor fica inseguro em participar do processo, somado a esta dificuldade está à questão financeira do município. Mas esta é uma situação que não acontece apenas em Paraíso", acrescenta.

Conforme ressalta, já há o estudo, aprovação técnica para colocação do semáforo e, agora, a secretária aguarda a municipalização. "Já estão nomeados os membros da Jari e estamos seguindo todo o cronograma para já iniciar a qualificação dos agentes do trânsito. A prefeitura tem a obrigação e nós, como gestores, iremos estudar a viabilidade de uma sinalização que dê um pouco mais de segurança ao trânsito naquela localidade. Hoje, o problema maior é a falta de paciência e imprudência dos condutores. Não adianta encher a cidade de semáforos e lombadas, o que precisa ser mudado é a conduta do cidadão", avalia Félix.

Por fim, Miguel destacou que assim que assumiu a secretaria, foi refeitas todas as prioridades do município. "O cruzamento da Santa Luzia com a Wenceslau Brás é uma delas, não somente lá, mas a Santa Luzia, próximo às avenidas, também tem uma demanda para maior atenção; há a Avenida Brasil, além de outros pontos que carecem desta sinalização, mas nós precisamos de recursos, e com isto, faremos tudo o que for possível", completa.