TERRANOSTRA

Cantieri

Por: Manolo D´Aiuto | Categoria: Cultura | 16-09-2018 23:08 | 640
Foto de Reprodução

Miei amici de São Sebastião do Paraíso, após o breve feriado na Sicília voltamos hoje para cuidar dos sobrenomes e suas origens. 

Hoje vamos falar sobre o sobrenome Cantieri. 

A origem desse sobrenome deriva do tipo de trabalho para o qual os membros desta família originalmente se dedicavam, os estaleiros navais, ou do lugar onde moravam, precisamente perto de um estaleiro naval. 

Quanto a outros sobrenomes já estudados, também o sobrenome Cantieri é originário do Norte e precisamente da cidade de Verona. 

É interessante notar que, ao contrário do que aconteceu nos Estados Unidos ou na Argentina, dois outros países com um grande fluxo de imigração italiana, depois da origem dos descendentes de italianos é quase inteiramente do Sul.  No Brasil há um fenômeno contrário, com uma forte migração do norte da Itália, historicamente mais rica. 

Sem dúvida, isso trouxe um benefício para o futuro desenvolvimento da indústria brasileira, com homens mais abertos ao empreendedorismo. 

Voltando ao sobrenome Cantieri, sua maior difusão está na província de Verona a segunda cidade de Veneto dopo Venezia. 

Verona não deve sua fama a um italiano, mas a um inglês, William Shakespear, que estabeleceu na cidade de Scaligera uma de suas peças mais famosas, Romeu e Julieta, o que lhe dá o título de cidade do amor.  Pouco se sabe sobre a origem do nome Verona, talvez de origem gaulesa ou mais provavelmente etrusco. 

Localizado na curva do rio Adige (o segundo maior rio da Itália) alcançado sob o imperador Vespasiano o pináculo, neste período devemos a construção da famosa Arena di Verona, um espetacular teatro ainda totalmente funcional e ainda hoje usado para diferentes eventos culturais, como shows e óperas. 

O nome Scaligera é devido à dominação exercida sobre a cidade com o senhorio da família Scala, com Mastini I e especialmente com Cangrande della Scala, que era um cavalheiro tão esclarecido que Dante, o autor da Divina Comédia, dedicou um capítulo inteiro do Paraíso. 

Sob Cangrande Verona expandiu suas fronteiras para incorporar outras cidades como Pádua, Treviso e Mântua. 

A cidade de Verona é uma das mais ricas da Itália, o setor de maior impulso é o industrial, com muitas indústrias médias e pequenas diversificadas nos diversos setores, há também a agricultura e, acima de tudo, o setor vitivinícola que absorve 40% do total. culturas no território. 

Verona é uma das mais ricas cidades italianas de monumentos, como a Época Romana, como a Arena e o teatro e o templo de Júpiter, que do período medieval-renascentista, como a catedral (também chamada Duomo di Verona) e a basílica de Verona. San Zeno. 

Outros locais de interesse são a Piazza delle Erbe, a Piazza dei Signori e a Piazza San Zeno, bem como edifícios como o Palazzo del Podestà. 

O centro da cidade tem muitos monumentos de tijolo vermelho típico da cidade Scaligera. 

Na Via Capello 23, encontra-se a famosa casa de Julieta, apesar de não ter qualquer certeza sobre a sua localização real e ou a existência, porem a cada ano turistas do mundo todo fazem suas peregrinações. 

Do ponto de vista gastronômico, Verona reflete o caráter de seus habitantes, com pratos tradicionais à base de carne com sabores robustos e substanciais para resistir aos longos dias de trabalho. 

Entre os pratos típicos lembramos a polenta acompanhada de feijão bem cozido, o Bollito com La Pera, um bife acompanhado de molho de pera, macarrão e fasoi ou macarrão e feijão, e finalmente a sobremesa típica de Verona o pandoro, que em Itália, juntamente com o panetone é o símbolo do Natal, é um bolo que lembra uma montanha polvilhada com neve. 

Queridos amigos, Verona ainda tem muitos outros segredos esperando para serem descobertos por você, por isso, se você planeja uma viagem para a Itália, não esqueça de passar por esta cidade, a cidade do amor. 

Ciao e alla prossima, arrivederti !!!