VELOCIDADE

Paraisenses voltam denunciar altas velocidades e desrespeito às leis de trânsito

Por: Sebastião Tadeu Ribeiro | Categoria: Comércio | 29-09-2018 09:22 | 790
Motoqueiros irresponsáveis estão usando estas  lombadas elevadas para pedestres como se  fossem rampas para praticar acrobacias
Motoqueiros irresponsáveis estão usando estas lombadas elevadas para pedestres como se fossem rampas para praticar acrobacias Foto de Sebastião Tadeu Ribeiro

O Jornal do Sudoeste tem recebido reiteradas denúncias e reclamações referentes ao trânsito de veículos em alta velocidade, e também a falta de respeito de condutores para com a sinalização e legislação em vias públicas do perímetro urbano de São Sebastião do Paraíso.

As justas reclamações se referem a condutores, principalmente motociclistas que transitam em altas velocidades, mesmo onde há lombadas elevadas para passagem de pedestres, conforme denuncia Dario de Oliveira (Dario da Cemig).

Por diversas vezes presenciei condutores de veículos, com mais frequência motociclistas, passarem fazendo “rally” , empinando motos, bem em cima das lombadas. Nesta semana vi um motociclistas em altíssima velocidade em lombada na avenida Monsenhor Mancini, proximidades da Escola Estadual Paraisense, disse Dario de Oliveira.

Segundo afirma, o motociclista passou em velocidade tão alta que a moto “chegou voar” muitos metros à frente. No local há um fluxo enorme de pedestres, inclusive alunos de duas escolas estaduais, alerta Dario.

Outro leitor do “JS” observa que não se vê policiais fiscalizando o trânsito no tocante às altas velocidades, e isto ocorro tanto na área central quanto nos bairros. Ele cita como exemplo abusos praticados por condutores de veículos, boa parte motociclistas, no cruzamento da rua Pimenta de Pádua com a avenida Monsenhor Mancini. Alguns arriscando a própria vida, e a de outras pessoas, atravessam ou fazem conversão com o semáforo fechado, no vermelho, diz o reclamante. Novamente condutores voltam reclamar, os que são portadores de necessidades especiais, ou não, e também idosos, sobre condutores, muitos deles jovens, sadios, que estacionam em vagas exclusivas para deficientes ou idosos.

Lamentavelmente, é pura verdade, não respeitam a sinalização de trânsito. Há menos de um mês o “JS” constatou e registrou com fotos publicadas, matéria a esse respeito. Condutores jovens, sadios, veículos sem nenhum adesivo ou identificação que os autorize estacionar em vagas exclusivas para deficientes ou idosos em vias públicas em Paraíso.

Conforme solicita Dario de Oliveira, é preciso haver fiscalização de órgãos competentes, responsáveis pelo trânsito em vias públicas no perímetro urbano paraisense, de modo proibir ou diminuir com atos infracionais desta natureza, punindo infratores conforme determinam normas e leis de trânsito em vigor.

">Na Rua Pinto Ribeiro carro estava irregularmente  estacionado na Vaga para Idosos