GILBERTO AMARAL

Brasília

Por: Gilberto Amaral | Categoria: Brasil | 24-10-2018 18:48 | 1978
Papa Francisco
Papa Francisco Foto de Reprodução

Santo e sábio...
Seguir em frente com o “fermento do Espírito Santo”, que conduz à herança que nos foi deixada pelo Senhor. Esta foi a exortação do Papa Francisco (foto) na homilia da missa celebrada na Casa Santa Marta. Refletindo sobre o Evangelho de Lucas, o Pontífice enfatizou dois tipos de pessoas encontradas nesta passagem bíblica que “crescem de formas diferentes”, “opostas” uma da outra.

...Papa Francisco
Jesus fala sobre o fermento “que faz levedar”, mas existe também o fermento “ruim” que “estraga”, que faz crescer “para dentro”, disse Francisco. É o fermento dos fariseus, dos doutores da Lei daquele tempo, dos saduceus, ou seja, a hipocrisia. Trata-se de pessoas fechadas em si mesmas, que pensam em aparecer, em fazer de conta, em dar esmola e depois sair “proclamado sobre os telhados” a fim de que todos saibam. Essas pessoas se preocupam em “proteger o que têm dentro, o seu egoísmo e sua segurança”, frisou ainda o Papa.

Visão e competência
Na conversa que tive com meu amigo ministro da Saúde, Gilberto Occhi (foto), entre um assunto e outro, ele demonstrou a maior visão e competência ao falar sobre a situação e o futuro do país. Na opinião de Occhi é a educação, a educação e a educação, o principal projeto que o novo governo deverá desenvolver. Tem razão o ministro, pois um país educado irradia suas benesses para todos os setores.

Letras
O emérito presidente da Academia Brasiliense de Letras, ministro Carlos Fernando Mathias de Souza (foto) já tem inscrições para ocupar a vaga de Jarbas Passarinho, cujo patrono era José de Alencar. A primeira inscrita é a jornalista Dad Squarisi, emérita conhecedora da língua portuguesa. A última posse foi de Luiz Guttemberg, na vaga de Humberto Gomes de Barros, patroneada por José Lins do Rego.

Ti-ti-ti
Nas rodas culturais, três nomes estão no vai e vem para se inscrever ou não nas vagas restantes: Pedro Gordilho, Joaquim Campelo e o cineasta Vladimir Carvalho. Relembrando Ibrahim Sued, eu sou “acadêmico sem fardão”.

Imbecilidade
Seja lá quem for, quem fala em desmatamento na Amazônia deveria estar no lugar do burro, puxando a carroça com as madeiras.

Eleições
Nem bem terminou a presidencial, já começa a especulação para as presidências da Câmara e do Senado. O atual presidente Rodrigo Maia trabalha em silêncio para ser reeleito. Já o ex-presidente Renan Calheiros procura voltar a ocupar a cadeira no Senado. Só Deus sabe.

Bengala
Estando ou não na moda, cada dia mais a bengala vai virando acessório essencial para os idosos. Uns têm vergonha, outros não. E quando vou ao BB Estilo da QI 9, aqui em Brasília, encontro bengalas de todos os tipos, para homens e mulheres. É a agência da bengala.
Em tempo: os clientes têm que esperar por horas, porque não tem gerente no banco.

Renda maior
O subíndice Renda Atual, da pesquisa Intenção de Consumo das Famílias (ICF), apresentou alta de 1,0% em relação a setembro. Segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, esse aumento pode ter sido influenciado pelo impacto da liberação dos recursos do PIS/Pasep.

Abraço à Sombra
Sentimentos, erros, fracassos. Por que não tratar-se com gentileza diante do processo de evolução? Em busca de uma nova forma de aprender, com leveza e amorosidade, o livro “Abraço à Sombra” lança um olhar sobre o autoconhecimento, as dores, emaranhamentos e defesas psíquicas. Cada mergulho da autora Daniela Migliari a essas profundezas traz uma nova compreensão, um novo texto, cuja coletânea integra esta obra.

Descanse em paz...
Brasília perdeu um dos seus maiores pioneiros, um homem que escreveu a história da cidade com muito amor e indescritível dedicação. Depois de cumprir brilhante missão entre nós, descansa agora ao lado do Pai, o amigo coronel Affonso Heliodoro dos Santos (foto). Ele estava hospitalizado desde a última quinta-feira em Belo Horizonte e, em decorrência de problemas no coração, faleceu na manhã de sábado. Mineiro de Diamantina e amigo de Juscelino Kubitschek, o último integrante vivo da equipe do ex-presidente da República, foi subchefe do Gabinete Civil da presidência durante o governo JK.

...querido amigo
Coronel reservista da Polícia Militar de Minas Gerais, ele estava ao lado de Juscelino quando foi assinado o documento que pedia ao Congresso Nacional a criação da nova capital. Neste mesmo ano, ele visitou pela primeira vez a região em que Brasília seria construída. O velório ocorreu em Belo Horizonte, e a pedido dele, seu corpo foi cremado. Salve Deus e olhai por nós!

Affonso Heliodoro dos Santos
Gilberto Occhi
Ministro Carlos Fernando Mathias de Souza