GOLPES

Acissp alerta empresários para golpes cibernéticos

Por: João Oliveira | Categoria: Comércio | 27-10-2018 12:44 | 4418
Alguns e-mails enviam avisos que parecem importantes a um primeiro olhar
Alguns e-mails enviam avisos que parecem importantes a um primeiro olhar Foto de Reprodução

A Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Serviços de São Sebastião do Paraíso (Acissp), tem alertado empresários para os riscos de golpes cometidos por criminosos via internet. Segundo a Associação, tem sido cada vez mais comum criminosos utilizarem a tecnologia e os canais digitais de comunicação para aplicação de golpes financeiros, com táticas comuns como, por exemplo, envio de e-mails, às vezes, muito bem elaborados e em nome de grandes companhias ou fornecedores, com o objetivo de instalarem programas mal-intencionados no computador quando o usuário clica em um link convidativo. Alguns desses programas recolhem e transmitem dados pessoais e bancários para esses infratores, facilitando as ações criminosas. 

Conforme alerta a Acissp, alguns e-mails enviam avisos que parecem importantes a um primeiro olhar, geralmente em nome de instituições bancárias e até informações falsas sobre entregas ou promoções de lojas online, as quais, algumas vezes, coincidem com o momento em que os destinatários aguardavam esse tipo de contato, razão pela qual clicam nos links sem pensar duas vezes. De acordo com um relatório da Norton Cyber Security, em 2017 o Brasil passou a ser o segundo país com maior número de casos de crimes cibernéticos, afetando cerca de 62 milhões de pessoas e causando um prejuízo de US$ 22 bilhões.

Os dados revelaram ainda que, no ano anterior, o Brasil era o quarto colocado na lista, mas agora fica atrás apenas da China, que em 2017 teve um prejuízo de US$ 66,3 bilhões. Segundo apontam os dados, um dos principais fatores deste aumento de crimes está na popularidade de smartphones, que chegam a 236 milhões de aparelhos no Brasil, ou 113,52 para cada 100 habitantes.

A Acissp vem orientando seus associados para que redobrem a sua atenção para evitar os golpes digitais, que também acontecem nas redes sociais e aplicativos de mensagens. Conforme aponta, é necessário desconfiar de mensagens incomuns, conteúdos estranhos, propostas tentadoras, origem desconhecida entre outras questões. Sempre que o usuário tiver dúvida, deve manter contato com a empresa cujo nome está sendo utilizado, para confirmação.

O presidente da Acissp, Ailton Sillos, manifestou a sua preocupação com a situação, que considera grave, lembrando que há fraudadores no país com acesso à informações confidenciais tanto de pessoas físicas quanto de empresas. "Alguns deles, sabendo que a vítima tem uma dívida, enviam propostas atrativas de desconto em nome do credor, informando que basta pagar o boleto em anexo para quitá-la e ficar livre do problema.  O valor pago entra numa conta bancária com identidade falsa e o bandido comemora. Temos que ficar muito atentos para não cair nesse tipo de cilada", alerta.

As vítimas de golpes digitais devem levar o fato ao conhecimento da Polícia Civil para que instaurem inquéritos e o investiguem, a fim de que uma vez identificados, esses criminosos sejam processados e condenados por seus crimes.