AMEAÇAS

Comerciante disse sofrer ameaças por vender botijão de gás por preço mais em conta

Por: Sebastião Tadeu Ribeiro | Categoria: Cidades | 03-11-2018 12:09 | 1265
No estabelecimento Alemão Gás onde se vende o gás de cozinha mais barato em Paraíso , R$59,00 no local e R$63,00 para entrega
No estabelecimento Alemão Gás onde se vende o gás de cozinha mais barato em Paraíso , R$59,00 no local e R$63,00 para entrega Foto de Sebastião Tadeu Ribeiro

Para orientar nossos leitores, dentro da costumeira proposta de contribuir para com a economia popular, o Jornal do Sudoeste procedeu levantamento de preços do botijão de gás em São Sebastião do Paraíso, quinta-feira (1/11) em diversos estabelecimentos comerciais, em vários bairros.

No levantamento anterior o preço do GLP, botijão de 13 quilos estava sendo vendido por R$ 55, no estabelecimento, e por R$ 58, para ser entregue, isso na maioria dos estabelecimentos. Nesta quinta-feira (1/11) o “JS” constatou que o preço desse produto de extrema necessidade nos lares, comércio, indústria e prestadores de serviço, subiu consideravelmente em Paraíso.

O menor preço, o mais em conta é praticado por Alemão Gás por R$ 59,00 no local de venda e R$ 63,00 para ser entregue. O mais caro, também na quinta-feira estava por R$ 75,00 tanto no local ou para entrega. Os preços podem ser verificados na tabela em anexo, onde constam os endereços dos estabelecimentos, e telefones.

Sobre estar comercializando pelo menor preço em Paraíso, João Hênio de Souza Barros, proprietário do Alemão Gás, estabelecido na avenida Monsenhor Mancini, fez ao Jornal do Sudoeste denúncia preocupante. Ele afirmou que tem sido coagido a aumentar o preço.

Alemão disse ao “JS” que em Paraíso “existe um cartel que pressiona e coage com ameaças de retaliação e dum-ping (quando alguém põe à venda produtos a preço inferior, com objetivo de derrotar concorrentes), se por acaso não “rezar” na cartilha dos que ameaçam”. Ele garantiu que se voltar a sofrer ameaças irá dar o nome aos bois, ao Ministério Público que cuida da proteção de consumidores, e também à polícia.

João Hênio, o Alemão, ele já passou o nome dos ameaçadores para outras pessoas para se resguardar, caso venha a lhe acontecer alguma coisa que ponha risco sua integridade física ou moral.

Vale a pena pechinchar, pesquisar e até mesmo boicotar, porque neste ano de 2018 houve queda na renda do trabalhador brasileiro e ainda há mais de 13 milhões de desempregados. O governo federal concedeu aumento de apenas R$ 18,00 no salário mínimo e somente o gás de cozinha subiu mais de R$ 20,00. Um absurdo e chega a ser desumano porque a maioria da classe trabalhadora e desempregados usam o gás.