LIVRO DE POESIAS

Sargento do Corpo de Bombeiros de Paraíso lança livro de poesias

Por: João Oliveira | Categoria: Cultura | 04-11-2018 07:54 | 2560
Giovani Duarte
Giovani Duarte Foto de Reproduçaõ

O sargento do 2º Pelotão de Bombeiros Militares de São Sebastião do Paraíso, Giovani Duarte, irá realizar no próximo dia 10 de novembro, sábado, o lançamento do seu primeiro livro de poesias, "Arquitetura Íntima". O evento acontece na Casa da Cultura às 10h. Também, no dia 5 de dezembro, quarta-feira, às 20h, ele fará o segundo lançamento na Academia Paraisense de Cultura (APC).

Para Giovani, a publicação da obra é a realização de um sonho. Desde a infância, conforme diz, ele sempre foi apaixonado pela leitura e escrita e através de incentivo de familiares, amigos e da APC, onde atualmente é membro honorário, resolveu enfrentar o desafio de escrever um livro com o objetivo proposto de construir uma poesia que retratasse a essência íntima através da introspecção.

"É um livro que fala de pessoas, de sentimentos e emoções, enfim o que constitui de mais íntimo em cada um" ressalta. Giovani já teve trabalhos publicados anteriormente em antologias poéticas e coletâneas entre elas a obra "Versos que não se calam", da Câmara Brasileira de Jovens Escritores, com sede no Rio de Janeiro, em homenagem ao escritor Ferreira Gullar. Também teve poemas publicados no livro "1º Festival de Poesia Romântica" e nas coletâneas "Amo-te" e "Tulipas Negras" da Darda Editora.

O militar, que é natural de Pratápolis, está nas fileiras da corporação há 20 anos, atua como Chefe de Serviço no 2º Pelotão de Bombeiro Militar em São Sebastião do Paraíso e como encargo é Chefe da B/5 responsável pela Assessoria de Comunicação Social. "Uma equipe que auxilia o comandante no trato com a imprensa em questões relacionadas aos atendimentos realizados pelos bombeiros. É um trabalho importantíssimo, pois reflete nossa eficiência e qualidade no atendimento ao cidadão", relata o Sargento. 

ARQUITETURA ÍNTIMA
A palavra "Arquitetura" tem diversos significados dependendo do contexto em que é aplicada. De origem latina, architectura , a palavra significa "a arte de edificar", ou seja, a arte de fazer ou levantar uma construção a partir do solo, seguindo um plano estabelecido por meio da combinação de materiais apropriados.

"Nesse empreendimento estamos falando de poesia. Para a construção nós precisamos de materiais adequados como cimento, areia e tijolos; tudo em um terreno preparado, ou seja, fértil. A poesia neste contexto seria o cimento de ligação. Os nossos sentimentos e emoções, tudo o que projetamos e nos edifica seria a base contida nessa poesia", completa Giovani.

O livro tem 72 páginas e será lançado pela Gráfica e editora São Paulo e poderá ser adquirido diretamente com o autor nas redes sociais ou pelo email: giovaniduarte@yahoo.com