NESTA QUINTA-FEIRA

Em nova reunião, Cetran poderá aprovar municipalização do trânsito em Paraíso

Por: João Oliveira | Categoria: Cidades | 06-11-2018 23:12 | 3176
Foto de Arquivo “JS”

A municipalização do trânsito em São Sebastião do Paraíso aguarda apenas a deliberação do Conselho Estadual de Trânsito de Minas Gerais (Cetran), que estava em pauta na última quinta-feira (1/11), mas acabou sendo adiada. Este é um passo decisivo para que a fiscalização por parte do município comece e, assim, agentes de trânsito capacitados possam atuar para manter ordem nas ruas do município. Com isso, a Gerência de Trânsito passará a ter o poder de aplicar multa àqueles que desrespeitarem as leis de trânsito em Paraíso.

Segundo o secretário municipal de Segurança Pública, Trânsito, Transporte e Defesa Civil, Miguel Félix, nesta quinta-feira (8/11) está prevista nova reunião do Cetran, onde toda a documentação  encaminhada deve ser analisada. "Nesta semana, na terça e na quinta-feira, será feita uma reciclagem e uma qualificação dos agentes de trânsito para que eles já tenham uma visão de como será sua atuação. Acredito que entre janeiro e fevereiro já esteja tudo concluído, assim o corpo operacional irá atuar nas regiões de maior necessidade", explica.

Miguel conta que já está licitado a empresa que irá fornecer os dados e equipamentos para que essa fiscalização aconteça. Segundo ele a empresa Prodemge foi a vencedora do processo de licitação e será quem irá gerenciar o processamento de dados das multas no município. A empresa também deve fornecer o material para que essa fiscalização, que deve ser otimizada pelo uso de equipamentos tecnológicos, entre eles radares móveis, lombadas eletrônicas e palmtop.

"Vamos começar com uma área pequena e, aos poucos, ir ampliando", comenta. Com a municipalização, também será o fim da polêmica envolvendo a zona azul em Paraíso, vez que motoristas estão deixando de pagar o estacionamento rotativo já que a Polícia Militar não tem o poder de aplicar multa para esta irregularidade que, na teoria, seria de responsabilidade da Secretaria de Trânsito. "Essa é uma falta de respeito com a própria cidade, já que o princípio da zona azul é fazer com que haja essa rotatividade de estacionamento no Centro. Quando for concluída a municipalização esta será uma das situações que será fiscalizada", destaca.

As expectativas para o funcionamento da municipalização, de acordo com o secretário de trânsito, são bem positivas. "Sem o respaldo da prefeitura não teríamos dados esse passo no município. Meu olhar é um pouco técnico, porque além de propiciar arrecadação para o município, também contribuirá para  a moralização do trânsito em Paraíso, sendo permitido a nós atuar de maneira preventiva e com autonomia no trânsito paraisense. Estamos muito otimistas", completa.