GP BRASIL

Há dez anos, Interlagos viveu decisão mais épica da história da Fórmula 1

Felipe Massa foi campeão mundial por alguns segundos até Lewis Hamilton completar a prova em 5º lugar e conquistar o título
Por: Sérgio Magalhães | Categoria: Esporte | 09-11-2018 15:19 | 1719
Largada do GP do Brasil de 2008
Largada do GP do Brasil de 2008 Foto de Getty Images

Pela segunda vez consecutiva a Fórmula 1 chega ao Brasil com o campeonato de pilotos já decido em favor de Lewis Hamilton. Mas o mesmo Hamilton, agora pentacampeão Mundial, viveu um momento dramático em Interlagos na decisão de 2008. Um ano antes o inglês também chegou a São Paulo como favorito ao título com 4 pontos de vantagem para Fernando Alonso, então companheiro de McLaren, e 7 de vantagem para Kimi Raikkonen, da Ferrari, e acabou perdendo o campeonato para o finlandês por um ponto.

Em 2008 a história não era muito diferente. Hamilton chegou com 5 pontos de vantagem sobre Felipe Massa. Precisava de um 5º lugar para ser campeão caso o brasileiro vencesse a corrida. Massa fez a pole e Hamilton largou em 4º. Mas pouco antes da largada começou a chover, e um balde de água fria caiu sobre as expectativas de o brasileiro conquistar o título já que nestas condições, Hamilton era muito melhor do que Massa. Mas Felipe não decepcionou. Partiu em primeiro e foi embora, enquanto Hamilton permaneceu em 4º.

Não demorou e a pista começou a secar e todos foram para os pneus slick. Massa sempre em primeiro com Hamilton alternando entre 4º e 5º, o que ele precisava para vencer o campeonato. E a disputa entre eles se manteve equilibrada desta forma até a volta 63, de um total de 71, quando novamente começou a chover.

Agora era tudo ou nada. Hamilton estava em 4º e esperou duas voltas para trocar os pneus slick pelos intermediários. Massa fez o mesmo e permaneceu em primeiro com Hamilton em 5º. Mas há três voltas do fim o inglês foi ultrapassado por Sebastian Vettel, então na Toro Rosso, em seu primeiro ano de Fórmula 1. Nesta posição de pista – Massa em primeiro com Hamilton em 6º –, o brasileiro seria o campeão. A essa altura parecia ser impossível Hamilton alcançar Vettel. O público nas arquibancadas foram à loucura, o Brasil estava prestes a voltar ganhar um título mundial na Fórmula 1. Mas uma tática da Toyota em tentar ganhar posições sem parar seus pilotos para troca de pneus acabou por decidir o campeonato. Timo Glock vinha na 4ª posição arrastando-se pela pista com os pneus em frangalhos. E na última volta foi ultrapassado por Vettel, o que significava que havia tempo para Hamilton chegar e ultrapassá-lo, o que a principio passou despercebido pela maioria que estava no autódromo.

Lá na frente, numa atuação impecável, Massa recebeu a bandeirada em primeiro. Seria o campeão mundial. Festa nos boxes da Ferrari até que chega um membro da equipe a anunciar que Hamilton havia ultrapassado Glock e cruzado a linha de chegada em 5º. A festa mudou de lado, e Hamilton foi campeão por um ponto de vantagem sobre Massa (98 a 97) na decisão com contornos mais dramáticos da história da Fórmula 1 em que o campeonato foi decidido nos últimos metros da última volta.

Amanha começam os trabalhos de pista com as duas sessões de treinos livres para o 47º GP do Brasil de Fórmula 1. Dos personagens daquela decisão de dez anos atrás, apenas Hamilton, Vettel, Kimi Raikkonen e Fernando Alonso estarão na pista, sendo que Alonso fará sua última apresentação em Interlagos como piloto de Fórmula 1 já que está deixando a categoria ao termino da temporada.