APC

Noite de arte e cultura na APC

Por: Nelson de Paula Duarte | Categoria: Cultura | 10-11-2018 11:02 | 88
Foto de Nelson P. Duarte

A Academia Paraisense de Cultura – APC – presidida pelo acadêmico André Luiz Mirhib Cruvinel, tem cumprido relevante papel como difusora de arte, momentos de rara beleza, como o recital na noite de quarta-feira (7/11) em sua sede, quando esteve em pauta a vida e obra do compositor e organista alemão, Johann Sebastian Bach (1685 – 1750).

Iniciativa da acadêmica Maria Ofélia Tubaldini, pianista, professora de música, que vez por outra realizava saraus em sua residência, reunindo musicistas e amigos para compartilharem interpretações compostas por grandes mestres. De forma mais abrangente, as apresentações passaram a ser feitas na APC.

O compositor escolhido para este ano foi Bach. Maria Ofélia enfatizou tratar-se de trabalho conjunto, pois cada participante ao se dispor a apresentar, escolhe a melodia a ser interpretada. E foi assim que o recital na APC deixou quem lá esteve, de semblantes e almas mais leves, tal a beleza do espetáculo.

O repertório constou de clássicos como Ária da quarta corda, Tocata e Fuga, em ré menor, Minueto, Musette, Jesus Alegria dos Homens, Minueto em sol maior, Cantata 156, Prelúdio número um do Cravo bem Temperado, Fuga número dois do Cravo bem Temperado, Prelúdio para órgão, tendo como solistas, Maria Ofélia Tubaldi (piano), Mírian Lauria Mantovani, piano e voz, Pascoalina Coelho Souza (Linah Biasi) ao violino, Edyna Maldi Borges (acordeon), Claida Marques de Paula (piano) e sua filha Pollyana Paula (violoncelo).

A acadêmica Maria Ofélia Tubaldini discorreu sobre a biografia do compositor, ilustrando a apresentação com fatos marcantes da vida de Johann Sebastian Bach.