PAPAI NOEL

Papai Noel faz a alegria de crianças da escola municipal Professora Hilda Borges

Por: João Oliveira | Categoria: Entretenimento | 19-12-2018 08:44 | 2452
Foto de Reprodução

Dezenas de crianças da Escola Municipal Professora Hilda Borges Pedrosa tiveram seus sonhos realizados após receber a visita do Papai Noel e o de seu ajudante, o sócio-proprietário da Cafeeira Caffer, o empresário Fernando Neto Pereira, que chegaram até ao local no caminhão do Corpo de Bombeiros para presentear os estudantes. A ação realizada foi uma iniciativa do empresário, e nasceu de uma promessa que ele e a esposa fizeram após o filho passar por um problema de saúde sério e se recuperar.

Conforme conta o empresário, em 2017, ele e a esposa descobriram que o filho, na época com 8 anos, foi diagnosticado em um exame de rotina que possuía um tumor na cabeça. “Corremos com ele para São Paulo e o médico havia dito que ele tinha 15 dias para ser operado porque corria o risco ou de ficar cego ou perder os movimentos”, se recorda.

Após muita luta, a criança passou por cirurgia, tendo sido operada por um especialista que atende em um hospital pediátrico no Reino Unido, e que naquela época estava em Ribeirão Preto. “Era uma cirurgia de alto risco, mas ele saiu ileso e sem nenhuma sequela, graças a Deus. Assim, eu e minha esposa decidimos fazer uma ação voltada para as crianças, o que já fazíamos no Dia das Crianças. Então minha esposa sugeriu que fizéssemos um Natal para as crianças e eu topei”, recorda.

Naquela época, o filho do casal havia passado por cirurgia no dia 9 de novembro e já estava em casa no dia 14. “Foi um natal corrido, tínhamos 45 dias para arrecadar os presentes para poder dar a essas crianças. Assim, pegamos os nomes das escolas municipais e fizemos o sorteio, tendo sido escolhida a Escola Wulfida Marcolini. Muita gente me questiona o porquê não das escolas estaduais: nós pagamos muitos impostos ao Estado e entendemos que ele tem o dever de ajudar as escolas estaduais. Já as do município, eu sou daqui e faço questão de ajudar nossas escolas municipais”, explica.

Assim, como o “assistente do Papai Noel”, Fernando foi até aquela escola conversar com cada criança em nome do bom velhinho para que as crianças escrevessem cartinhas para o papai Noel pedindo o que elas quisessem ganhar. “O que não conseguimos arrecadar, eu e minha esposa compramos e fizemos a ação naquela escola”, conta.

Neste ano, quando o filho do empresário passou por nova avaliação comprovando que não havia ficado nenhuma sequela da cirurgia, o casal resolveu adiantar o sorteio para planejar o Natal deste ano. “Decidimos adiantar o sorteio, tendo a Escola Hilda Borges, do Veneza, sido escolhida. Fui até a escola onde conversei com as crianças, como fiz na Wulfida no ano anterior, e na quinta-feira (13/12), realizamos a entrega dos presentes. O presente que tive de Deus, a saúde do filho, hoje estou distribuindo para outras crianças “, conta o empresário.

O resultado não poderia ter sido outro a não ser a alegria dessas crianças e uma das histórias emocionou muito Fernando Neto. “Uma das crianças, quando me viu, me chamou. Ele havia pedido uma chuteira, uma caneleira e um meião e perguntou se poderia devolver, porque ele estava precisando de outro presente: ele havia caído e quebrado um pedaço do dente da frente e queria que o Papai Noel arrumasse esse dente de presente. Conseguimos esse tratamento para ele”, se recorda.

“Uma das mães foi até a Minas Farma agradecer à minha esposa o presente que a filha ganhou, uma boneca que ela não tinha condições de dar para filha e disse que não a menina não conseguia dormir sem essa boneca. Isto é algo que não preço para a gente e me emociona muito”, ressalta. O empresário disse que pretende manter essa ação por pelo menos 10 anos, como uma promessa em sinal de agradecimento pela saúde e recuperação do filho.

Ao todo foram arrecadados 550 presentes e, somente para os alunos, distribuídos 384. “Sobrou presente, mas aqueles alunos que tinham irmãos também foram presenteados. Temos muito a agradecer a todos aos envolvidos, a 2º Pelotão de Bombeiros Militares que disponibilizou o caminhão para ser feito essa entrega, à Guarda Civil Municipal e a todos os clientes e colaboradores da Caffer e da Minas Farma”, completa o empresário.