H1N1

Paraíso teve 15 notificações de H1N1 em 2018

Por: João Oliveira | Categoria: Saúde | 25-12-2018 23:44 | 1174
Foto de Reprodução

Em 2018 a Vigilância em Saúde em São Sebastião do Paraíso registrou 15 casos notificados da doença H1N1, desse número dois foram positivos, mas eram de pessoas que não residiam em Paraíso e foram atendidas na Santa Casa de Misericórdia. Embora não seja época para se ter registro das doenças, o número chama a atenção para a necessidade da prevenção e em manter a vacina contra a doença em dia, já que ela pode levar ao óbito se diagnosticada tardiamente e não for tratada devidamente.

Conforme destaca a coordenadora da Vigilância em Saúde, Daniela Cortez, a vacinação é a método mais eficaz para prevenir a doença, mas ela é oferecida apenas aos grupos que são definidos como "grupo de risco", entre eles idosos, gestantes, crianças, portadores de alguma imunodeficiência e professores.

"Hoje não temos a vacina no município, ainda não existe um calendário da campanha,  mas ela ocorre geralmente entre abril e maio, e nesse período estaremos distribuindo as vacinas para este público alvo. Na última campanha, com muito custo, conseguimos atingir a meta de vacinação que é de 95% do público alvo, isso em número corresponde a cerca de 15 mil pessoas", explica Cortez.

A coordenadora da Vigilância em Saúde destaca ainda que o H1N1 é uma doença característica do inverno, mas que ações simples como lavar as mãos e tomar a vacina, pode evitar que a pessoa seja infectada pelo vírus. Todavia, a preocupação para esta época do ano recai sobre o número de pessoas notificadas com dengue (matéria nesta edição) e também com febre amarela. "É a nossa maior preocupação do momento, tendo em vista que é este período que ocorre um boom da doença e precisamos muito do apoio da população no combate ao mosquito", completa.