SESI

SESI anuncia corte de apoio e CAT poderá ser fechado em Paraíso

Por: Redação | Categoria: Cidades | 22-12-2018 17:35 | 123
Foto de

Instalado em outubro de 1995 em São Sebastião do Paraíso pelo Serviço Social da Indústria (SESI), entidade que integra a Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIE MG), o Centro de Atividades do Trabalhador "Donato Piccirillo" (CAT) pode estar com o seus dias contatos no município. Isto porque o SESI, em ofício encaminhado a Associação Comercial, Industrial, Agropecuária e de Serviços (Acissp), informou que não manterá mais apoio financeiro a partir do próximo ano.

Conforme a Acissp, o ofício foi encaminhado à Associação em novembro, informando que em 2019 não continuará com o apoio financeiro para sua manutenção, inviabilizando, segundo a Associação, a parceria que durou mais de 23 anos, situação que também está ocorrendo em outras unidades do Estado. Diante disto, a ACISSP não encontrou alternativas para dar continuidade às atividades da unidade, sentindo-se compelida a devolver a administração para o SESI até o final deste ano, cumprindo todas as suas obrigações contratuais e trabalhistas pertinentes.

A parceria entre ACISSP e SESI, nasceu quando a obra foi concluída e, em razão de alterações na direção do SESI naquela época, a unidade não foi inaugurada, o que motivou o presidente da ACISSP, Ailton Sillos, a procurar a instituição e lhes oferecer uma parceria para administração do clube pela ACISSP, mediante apoio financeiro do SESI, cuja parceria foi a primeira no Estado, o que permitiu à associação franquear a entrada no clube também para a comunidade, além dos empregados da indústria.

De acordo com o presidente da Acissp, para sua administração sempre foi necessário muito trabalho e um alto investimento em pessoal e em inúmeros cuidados diários, com limpeza das piscinas, corte da grama, pinturas, faxina, segurança, além dos custos com energia elétrica entre outras questões. Além disso, devido à idade da estrutura, vários reparos em breve precisarão ser feitos, o que, conforme Ailton Sillos, exigirá significativos investimentos pelo SESI.

"Os valores das mensalidades cobradas dos sócios do clube sempre foram simbólicos e insuficientes para mantê-lo, pois o nosso objetivo sempre foi o de viabilizar o acesso por toda população", completou o presidente da Acissp. Desde meados de novembro deste ano, as empresas e sócios participantes estão sendo informados sobre esse encerramento da parceria. Segundo a Acissp mais informações podem ser obtidas pelo telefone através do número 3531-4883.