TRANSPORTE

Usuária reclama do transporte coletivo e Prefeitura faz licitação para melhorar

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Transporte | 23-01-2019 08:04 | 411
Prestação de serviço de transporte coletivo urbano em Paraíso é alvo de crítica de usuária
Prestação de serviço de transporte coletivo urbano em Paraíso é alvo de crítica de usuária Foto de Arquivo

Uma usuária do transporte coletivo urbano de São Sebastião do Paraíso procurou a redação do Jornal do Sudoeste para reclamar sobre a prestação do serviço que é oferecida na cidade. A mulher fez uma série de reclamações principalmente quanto aos pontos de paradas, da sujeira e dos ônibus velhos em circulação, nas linhas 2 e 5 que ela utiliza. Em reposta o secretário municipal de Trânsito e Transportes, Miguel Félix de Souza, disse que tem conhecimento da situação e que a empresa responsável será acionada. “Estamos realizando uma nova licitação que acreditamos irá trazer vários benefícios para a comunidade, com melhorias neste setor”, disse o secretário.

Conforme a usuária, que preferiu não ter seu nome divulgado, esta não é a primeira vez que ela faz uma ação contra a precariedade do serviço. “Em 2015 nós moradores do bairro Verona e Jardim Acapul-co já nos mobilizamos, fizemos um abaixo assinado que foi levado à Câmara de Vereadores, prometeram que iriam tomar providências, mas não tivemos melhorias”, lamenta a aposentada. Ela disse que fez uso da Tribuna Livre em nome da comunidade, mas queixa que “foi tudo em vão”, conta.

Ela reivindica que a população quer ônibus melhores e mudanças no serviço. “É preciso trocar a frota, se for o caso colocar microônibus porque em alguns lugares as ruas são estreitas, se não tem que proibir estacionamento em algumas ruas como a Pimenta de Pádua, onde os ônibus param no meio e fecham o trânsito”, cita. Outra queixa da usuária é em relação são os longos percursos feitos pelos ônibus das linhas 2 e 5. “Precisamos de um ponto próximo a Secretaria da Saúde, dá muitas voltas até chegar do outro lado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA)”, comenta.

Outro dia presenciei um acidente após uma freada forte e uma pessoa caiu dentro do ônibus e outra quase foi atropelada do lado de fora. “Tinha que ter um acompanhamento mais de perto da engenharia de trânsito porque tem muita coisa sendo feita”, opina. Ela protesta até mesmo contra a população que é muito acomodada. “O povo aqui é muito tranquilo, eu venho de fora e não posso ficar concordando com tudo que acontece, temos de reclamar nossos direitos”, diz.

A reclamante diz que os funcionários não têm culpa. “O pessoal é gente boa, todos os motoristas já me conhecem, mas eles cumprem ordem. O problema está na empresa e em quem organiza o trânsito é preciso observar estas questões”, reivindica. Ela disse que está disposta a novamente ir até aos políticos, aos órgãos públicos e até na empresa para tentar melhorias para o setor. “É importante não só criticar, mas também apresentar ideias, sugestões acredito que também podemos ajudar a melhorar”, finaliza.

Através da Assessoria de Comunicação, a reportagem obteve a palavra do secretário Miguel Felix, que reconheceu que a situação precisa de mudanças. “Temos conhecimento da situação desta e de outras queixas que chegam à secretaria quase toda a semana”, relata. Além das reclamações sobre a situação dos ônibus, motoristas que dirigem o ônibus rápido demais, há casos de pedidos de mudanças de itinerário, criação de novas linhas e novos horários relata. “A empresa será notificada de todas estas situações e vamos cobrar providências pedir uma resposta e se caso necessário tomaremos as medidas que se fazem necessário também”, finaliza.

Conforme Miguel Félix a realização do processo de licitação pública para selecionar a empresa que será a responsável pelo transporte coletivo urbano no município e na zona rural deverá resolver todos estes problema. “Tivemos um novo edital publicado semana passada e esperamos que o processo seja concluído o mais breve possível”, complementa. O secretário disse que está disposto a resolver todas as questões e que se coloca à disposição para receber as queixas e atender a população e os usuários da melhor maneira possível.