ANIMAIS

Serginho propõe "Dia Municipal do Protetor de Animais" em Paraíso

Por: João Oliveira | Categoria: Política | 13-02-2019 22:13 | 187
Foto de Reprodução

O vereador Sérgio Aparecido Gomes apresentou a Casa projeto que propõe a criação do "Dia Municipal do Protetor de Animais". Conhecido pelo engajamento do que se diz respeito à causa animal no município, sua proposta tem como base o reconhecimento àqueles que se dedicam à preservação e proteção da vida animal em São Sebastião do Paraíso.

O projeto reconhece como serviço de utilidade pública os serviços desenvolvidos pelos protetores dos animais em prol de proteger, cuidar, conscientizar e resgatar animais em condições de vulnerabilidade, além de instituir o dia 10 de agosto para a celebração da data.

Segundo o projeto, a data terá o objetivo de conscientizar a população sobre a importância do Protetor de Animais para a saúde pública e para a proteção e promoção dos direitos dos animais. "Os protetores dos animais desempenham hoje um serviço indispensável à manutenção da saúde pública, suprindo uma função essencial que hoje o município não consegue atender", justifica.

O vereador justifica ainda que os protetores de animais desempenham gratuitamente e extensivamente funções em prol da proteção dos animais, e que muitas das vezes doam mais do que o seu tempo e recursos para esta tarefa.

Segundo Serginho, "será um dia para conscientizar a população da necessidade deste trabalho e certamente irá reverter positivamente a causa de proteção animal e mais pessoas serão conscientizadas sobre os cuidados que se deve ter com os animais, sobre os riscos do abandono, além de mais pessoas se sensibilizarem com a causa".

O vereador Vinício Scarano parabenizou o colega pela iniciativa, mas criticou pessoas que usam redes sociais para fazer cobranças de maneira inadequada. "Um cidadão gravou um vídeo resgatando um animal e xingou os dez vereadores aqui de uma palavrão que eu não vou repetir. Esse cidadão não merece um dia dedicado a ele; é preciso saber cobrar e conscientizar a população", criticou.

Marcelo de Morais também se manifestou e disse que os cuidadores ligados à causa animal são pessoas que fazem este trabalho há muito tempo e que já sofrem com as administrações públicas "que não ajudam na causa animal". "Quando falamos em ajuda, não é em comprar ração, mas fazer projetos que são necessários", disse.

Morais lembrou que vereadores e município conseguiram um terreno para ser doado a cuidadores, mas que eles não aceitaram devido ao que ele atribuiu "enrolação do poder público". Marcelo manifestou indignação em relação a demora em buscar resolutividade para a causa animal no município e de ONGs não teriam paciência de sentar para debater e que fazem uso de mídias sociais para xingar vereadores.

Serginho disse que o projeto existe em vários países e que é de suma importância porque não visa "privilegiar ou lembrar apenas dos protetores, mas aquele cidadão que dedica seu tempo a cuidar de animais abandonados. A intenção é conscientizar e privilegiar essas pessoas, que gostam de proteger aos animais; é uma forma de reconhecer esse trabalho", disse Gomes que ainda lamentou o ocorrido citado por Scarano e atribuiu o caso à falta de conhecimento do cidadão em saber o papel do vereador.

"O mais importante do projeto é levar para nossa população a conscientização sobre a proteção dos animais, e cada um buscar fazer a sua parte, com isso iremos somar esforços que venham a resultar em algo positivo para nossa comunidade", completa.