JEMG

Definidas as cidades-sede da etapa microrregional do JEMG/2019

Mais de 80% dos municípios mineiros já se inscreveram para participar dos Jogos Escolares de Minas Gerais. Inscrições vão até o dia 11 de março
Por: Roberto Nogueira | Categoria: Esporte | 27-02-2019 20:49 | 2103
Handebol masculino mód.I - Finais -
Handebol masculino mód.I - Finais - Foto de Tiago Ciccarini

Mais um importante passo foi dado para o início da maior competição escolar do país. O Governo do Estado de Minas Gerais definiu quais os municípios serão sedes da etapa microrregional dos Jogos Escolares de Minas Gerais - JEMG/2019. Essa etapa acontece no âmbito das 47 Superintendências Regionais de Ensino do estado. Confira a lista no site jogoses colares. esportes. mg.gov.br

Na etapa microrregional, participam os estudantes-atletas das modalidades coletivas (basquetebol, futsal, handebol e voleibol) e da modalidade de xadrez, em dois módulos, nos naipes masculino e feminino. Os campeões de cada modalidade coletiva e os 4 primeiros colocados do xadrez se classificam para a etapa regional.

A competição das outras modalidades se iniciam na etapa regional. Neste ano, podem participar do JEMG estudantes-atletas das escolas públicas e particulares de Minas Gerais no Módulo I, de 12 a 14 anos (nascidos em 2007, 2006 e 2005) e no Módulo II, de 15 a 17 anos (nascidos em 2004, 2003 e 2002).

80% dos municípios já se inscreveram
O JEMG mobiliza, todos os anos, milhares de estudantes-atletas em todo o estado. Às vésperas da edição de 2019, as cidades já se movimentam para apontar seus representantes.

O JEMG acontece em quatro etapas. A municipal é a primeira, de responsabilidade das prefeituras das cidades que queiram participar dos Jogos. Já as etapas microrregional, regional e estadual são realizadas pelo Governo de Minas Gerais e executadas pela Federação de Esportes Estudantis de Minas Gerais - FEEMG.  Os campeões estaduais do JEMG representam o Estado nos Jogos Escolares da Juventude e Paralimpíadas Escolares, competições de âmbito nacional.
(por Philippe Hipólito)