QUARESMA

Igreja inicia o tempo da quaresma celebrando a imposição das cinzas

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Cidades | 09-03-2019 18:00 | 91
Missa das cinzas foi celebrada na quarta-feira em todas as paróquias da cidade
Missa das cinzas foi celebrada na quarta-feira em todas as paróquias da cidade Foto de Divulgação

A Igreja Católica iniciou na quarta-feira,6, a abertura do período da quaresma marcado em todas as paróquias com a celebração da missa da imposição das cinzas, que tem um significado especial aos católicos. Também no mesmo dia foi realizado o lançamento oficial da Campanha da Fraternidade, que neste ano tem como tema Fraternidade e Políticas Públicas. O lema da campanha é “Serás libertado pelo direito e pela justiça” (Is,27), iniciativa que estimula os fiéis à reflexão não só a luz da palavra, mas também na vivência desta realidade social.

Pela manhã em várias igrejas católicas de São Sebastião do Paraíso foram realizadas missas. A celebração marca o início de um novo tempo litúrgico em que a igreja e os religiosos se paramentam na cor roxa. É também o período de preparação para a Páscoa e a recordação da Ressurreição de Jesus. Na missa celebrada pela manhã na capela de Santo Antonio, o padre Gilgar Freire relembrou ainda que a quaresma é um tempo forte de reflexão e conversão. “O Evangelho deste dia nos aponta para a esmola, a oração e o jejum que são práticas importantes para ser vivenciada com intensidade no tempo quaresmal”, observa. No período noturno Padre Gilgar celebrou a missa das cinzas na Matriz São Judas Tadeu, sede da paróquia.

 Também nas demais paróquias de São Sebastião, Abadia, São José e Nossa Senhora de Sion também foram realizadas celebrações alusivas à data. Na paróquia São José que fica na região do bairro Cristo Rei, o padre Marcelo Nascimento dos Santos, salientou que a quaresma caracteriza pela observação da penitência, o arrependimento e perdão dos pecados e a conversão. Ele também convidou a comunidade a participar de procissões e missas que ocorrerão no período. “Teremos todas sextas-feiras as 5h30 da manhã esta celebrações que já são tradicionais e todos estão convidados para este momento de reflexão e vivência destes momentos importantes na nossa caminhada de fé”, disse.

Em relação a Campanha da Fraternidade 2019, a Igreja Católica dedica-se a refletir sobre o tema das políticas públicas inspirada pelo versículo bíblico: “Serás libertado pelo direito e pela justiça” (Is 1, 27). Com esta campanha a Igreja quer: “estimular a participação em políticas públicas, à luz da palavra de Deus e da doutrina social da igreja para fortalecer a cidadania e o bem comum, sinais da fraternidade”. O texto-base da CF chama a atenção para o fato de que falar de “Políticas Públicas” não é falar de “política” ou de “eleições”, mas significa se referir a um conjunto de ações a serem implementadas pelos gesto-res públicos, com vistas a promover o bem comum, na perspectiva dos mais pobres da sociedade.

O texto-base da CF, no tópico 8 do capítulo do “Ver” chama a atenção para o fato de que falar de “Políticas Públicas” não é falar de “política” ou de “eleições”, mas significa se referir a um conjunto de ações a serem implementadas pelos gestores públicos, com vistas a promover o bem comum, na perspectiva dos mais pobres da sociedade. Segundo o documento, historicamente, a humanidade superou diversas dificuldades com ações e decisões coletivas, portanto é possível afirmar que a participação é essencial no desenvolvimento das sociedades.

No capítulo do “Julgar”, os itens 162 e 163 apontam que a Doutrina Social da Igreja evidencia a necessidade de uma participação ativa, consciente dos cristãos leigos e leigas na vida da sociedade, sendo esse um de seus princípios permanentes. O agir da Campanha da Fraternidade deste ano alerta para que essas dificuldades não sejam maiores do que as alegrias de viver a justiça e a prática da fraternidade.

Campanha da Fraternidade deste ano convoca para a reflexão sobre as políticas publicas