DENGUE

Dengue: Guardinha começa a preocupar Vigilância em Saúde

Por: João Oliveira | Categoria: Saúde | 03-04-2019 09:52 | 2090
Foto de Vasco C. Vasco

Na contramão de São Sebastião do Paraíso, que vem apresentando redução dos casos notificados de dengue de semana a semana, o distrito de Guardinha tem apresentando aumento e ações mais pesadas estão sendo direcionadas para aquela localidade. Nesta semana, o caminhão do fumacê começa a trabalhar no distrito para conter o número que já chega a 52 casos no total, dos quais dois foram confirmados e quatro descartados.

Conforme explica a coordenado da Vigilância em Saúde, Daniela Cortez, é um número pequeno, mas para um distrito, que tem cerca de 600 habitantes, é motivo suficiente para preocupação, uma vez que um pessoa infectada pode acabar contribuindo para que a doença se espalhe.  No município, já são 1600 casos, 60 casos a mais que na última semana. Deste número, 225 já foram confirmados.

Daniela destaca que já havia sido feito um trabalho de tratamento no Distrito, com ações educativas e de conscientização. "Diferente de Paraíso, onde os focos são encontrados em resíduos (lixos), na Guardinha, grande parte dos focos são em depósitos naturais, como cercas de bambu", conta. Cortez destaca que semana entre os dias 17 a 23 de março foi de muita chuva e um trabalho que estava previsto para ser realizado em três dias, levou uma semana para ser concluído.

"O grande problema é que,  apesar de estarmos trabalhando muito, sempre encontramos focos e sempre nos mesmo locais. Agentes já relataram que, em conversa com moradores, muitos não têm nem conhecimento do que é um foco do mosquito Aedes Aegypt, apesar de toda a divulgação no Jornal, rádio, TV, além de panfletos", lamenta.

 

DENÚNCIA
A coordenadora da Vigilância em Saúde lembra que o cidadão pode realizar denúncias caso se deparem com situações que estejam favorecendo a proliferação do mosquito da dengue em Paraíso. Em residências que são denunciadas, sempre é feita uma primeira visita para verificar e orientar o morador, mas na reincidência as pessoas já são notificadas. As denúncias podem ser protocalas na Prefeitura ou pelo telefone 3539-5003.

FIQUE DE OLHO, DENGUE MATA
São ações simples que podem evitar a dengue e contribuir para o bem estar de toda a comunidade. Entre elas:

- tomar cuidado especial no armazenamento e destinação do lixo, mantendo-o em recipiente fechado e disponibilizando-o para recolhimento pela Limpeza Urbana na frequência usual;

- jamais descartar o lixo ou qualquer outro material que possa acumular água no quintal de casa, no quintal de vizinhos, na rua ou em lotes vagos;

- manter a caixa d´água sempre limpa e totalmente tampada;

- manter as calhas livres de entupimentos para evitar represamento de água;

- eliminar os pratinhos de vasos de plantas; caso não seja possível, mantê-los limpos e escovados pelo menos três vezes ao dia;

- manter limpos e escovados os bebedouros de animais domésticos; a água deve ser trocada diariamente;

- manter piscinas sempre em uso e devidamente tratadas;

- atenção especial ao sair de férias para que esses cuidados estejam garantidos na ausência do morador;

- caso perceba a manifestação de qualquer sintoma de dengue ou febre Chikungunya, procurar imediatamente o centro de saúde mais próximo.