DENGUE

Mutirão em Guardinha no combate à dengue recolhe grande volume de resíduos

Por: João Oliveira | Categoria: Cidades | 18-04-2019 19:02 | 3399
Foto de Reprodução

No sábado (13/4), um mutirão promovido pela Vigilância em Saúde no distrito de Guardinha recolheu cerca de quatro caminhões repletos de resíduos. O trabalho promovido pelo setor de epidemiologia teve por objetivo remover a maior quantidade possível de materiais que poderiam servir para criadores do mosquito transmissor da dengue e que acabariam sendo descartados de forma irregular.

Guardinha vinha enfrentando um sério problema com aumento no número de notificações, mas nos últimos dias os números caíram consideravelmente. A coordenadora da Vigilância em Saúde, Daniela Cortez, atribui isto ao clima, que tem se tornado mais ameno e que, segundo explica, pode estar contribuindo consequentemente para o retardamento do desenvolvimento do mosquito.

Até agora já foram registradas 64 suspeitas em Guardinha, das quais cinco foram confirmadas. “Felizmente temos observado grande redução desses números, mas ainda não dá para afirmar que seja por decorrência do mutirão. No entanto, em Paraíso, por exemplo, não registramos nenhum caso no sábado, mas com as chuvas, a tendência é que haja aumentos dos focos”, destaca.

A coordenadora conta que grande parte desses materiais recolhidos no distrito são volumosos como sofás, televisores queimados entre outros eletrônicos  sem utilidade e que geralmente são descartados irregularmente. “É muito comum. Uma moradora nos levou a um local onde vinham sendo destacados materiais assim. É importante que a população não faça isso, porque deste modo estará contribuindo para a proliferação da dengue no município”, alerta.

Cortez destaca ainda que a Vigilância vem obtendo grande apoio da comunidade, principalmente por parte de empresas no município. “Neste mutirão contamos com o apoio da empresa Paraíso Nutrição que nos cedeu um caminhão e também da Sucata Santo Expedito. É um apoio que parece simples, mas que nos ajuda muito a combater e manter sob controle o número de casos notificados de Dengue”, completa.