DENGUE

Em queda no número de notificações, Paraíso apresenta 294 casos confirmados de dengue

Por: João Oliveira | Categoria: Saúde | 26-04-2019 21:56 | 518
Município terá recurso extra do  Estado para combate a dengue
Município terá recurso extra do Estado para combate a dengue Foto de FOTOS: Roberto Nogueira

Após quase três meses registrando aumentos diários nos casos suspeitos de dengue, o município paraisense vem passando por uma fase de calmaria, mas que ainda permanece sobre alerta, tendo em vista chuvas das últimas semanas e sol muito forte, o que contribui para o ambiente perfeito para a proliferação do mosquito da dengue. Ao todo, já são 1800 casos notificados, dos quais 294 foram confirmados.

Segundo afirma a coordenadora da Vigilância em Saúde, Daniela Cortez, números continuam em queda e há dias que sequer existem casos notificados, mas isto não significa que os trabalhos tenham diminuído e nem que a população possa deixar de continuar contribuindo com ações a fim de reduzir o número de ambientes onde pode haver proliferação do mosquito.

A preocupação maior estava sendo o distrito de Guardinha, onde foram registrados muitos casos positivos e que, agora, após mutirão da dengue para o recolhimento de resíduos, a coordenadora da Vigilância destaca que já foi percebida redução nos casos, no entanto, das notificações, cerca de 64 suspeitas, quase todas deram resultados positivos.

“Temos percebido uma diferença muito grande do município em relação ao restante do estado, onde parece haver um aumento da doença enquanto que em Paraíso tem havido diminuição, temos seguido nesta contramão. Tivemos um pico muito alto de notificações em janeiro deste ano, e no restante do estado parece que isto está acontecendo somente agora”, explica.

A coordenadora conta quem em Belo Horizonte, por exemplo, vem se abrindo hospitais aos sábados, para atender exclusivamente casos de dengues. “A epidemia está além do esperado. No entanto, como aqui isto aconteceu em janeiro, já focamos em todas as medidas possíveis, de combate e prevenção – como os tratamentos focais, UBV pesado e com bomba costal, além das campanhas de conscientização, inclusive nas escolas”, comenta Daniela Cortez.

AÇÕES
Atualmente, algumas ações estão sendo concentradas no Jardim Europa e expectativa é que essa região seja também atendida pelo mutirão da dengue. Conforme explica a coordenadora da Vigilância em Saúde, a intenção é que esse mutirão abranja toda a cidade, para que seja reiniciado um novo ciclo. Já foram removidos e destinados corretamente, cerca de 48 caminhões com resíduos.

“Fizemos o mutirão no São Judas em janeiro, se voltamos lá hoje é bem possível que removamos a mesma quantidade de materiais daquela época. É importante que a população se conscientize para que juntos possamos erradicar esta doença no nosso município. Temos focado muito na parte de educação, com conscientização, inclusive, de alunos das creches dos nossos município”, ressalta.

FIQUE DE OLHO
Conforme a coordenadora da Vigilância em Saúde, é importante que o cidadão se atente a sua residência e tire um tempo do dia para fazer uma minuciosa para eliminar qualquer local que possa servir de criadouro para a dengue. Entre as dicas é importante que o cidadão fique de olho:
- no armazenamento e destinação do lixo, mantendo-o em recipiente fechado e disponibilizando-o para recolhimento pela Limpeza Urbana na frequência usual;
- jamais descartar o lixo ou qualquer outro material que possa acumular água no quintal de casa, no quintal de vizinhos, na rua ou em lotes vagos;
- manter a caixa d´água sempre limpa e totalmente tampada;
- manter as calhas livres de entupimentos para evitar represamento de água;
- eliminar os pratinhos de vasos de plantas; caso não seja possível, mantê-los limpos e escovados pelo menos três vezes ao dia;
- manter limpos e escovados os bebedouros de animais domésticos; a água deve ser trocada diariamente;
- manter piscinas sempre em uso e devidamente tratadas;
- atenção especial ao sair de férias para que esses cuidados estejam garantidos na ausência do morador;
- caso perceba a manifestação de qualquer sintoma de dengue ou febre Chikungunya, procurar imediatamente o centro de saúde mais próximo.

Vigilância em Saúde também tem se preocupado com a conscientização da população