MINEIRA

Paraíso pode integrar o circuito “Primórdios da Cozinha Mineira”

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Agricultura | 27-04-2019 07:15 | 1292
Pesquisadores estiveram na cidade e visitaram feiras, escolas e  outros locais para conhecer as origens da comida  de Paraíso
Pesquisadores estiveram na cidade e visitaram feiras, escolas e outros locais para conhecer as origens da comida de Paraíso Foto de Divulgação

São Sebastião do Paraíso poderá fazer parte do Circuito Primórdios da Cozinha Mineira, do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). O programa tem como objetivo mapear, resgatar e preservar os hábitos, técnicas e produtos alimentares dos primeiros habitantes de Minas Gerais.

Na quinta-feira, 25 de abril, o município recebeu os representantes do Senac, Vani Maria Fonseca Pedrosa, consultora técnica, e Daniel Sanches de Souza, consultor de negócios. Eles estiveram na cidade na expectativa de desenvolver o projeto que parte de uma pesquisa da história da culinária local, observando o que se comia antigamente no município e elencando os principais produtos da cidade.

Para iniciar os trabalhos, os representantes do Senac realizam um levantamento do que e como a população consome os produtos em São Sebastião do Paraíso. Neste intuito, eles visitaram a feira da Praça dos Imigrantes, onde conversaram com feirantes, entre eles o produtor rural Sérgio Voltolini, de 80 anos, que falou como era a alimentação da população quando ele era criança. Também foram ao almoxarifado da merenda escolar, na estufa de mudas do Parque da Serrinha e na Escola Municipal Noraldino Lima, onde atua a merendeira Luciana Pinheiro, finalista do programa Super Merendeiras da TV Escola.

Acompanhados por servidores das secretarias municipais de Desenvolvimento Agropecuário e Econômico, os visitantes conheceram o produtor paraisense de abacate e azeite, engenheiro agrônomo José Carlos Gonçalves, a empresa Laticínios Aviação e a fábrica de doces caseiros da produtora rural Maria José Villas Boas, na comunidade da Faxina.

Na segunda etapa do projeto, os técnicos promoverão cursos de culinária para os interessados, trabalhando com os produtos locais típicos. Já a terceira e última fase do “Primórdios da Cozinha Mineira”, será uma exposição gastronômica com pratos feitos com os produtos naturais da terra que deve acontecer em outubro no município.