DENGUE

Índices de dengue em Paraíso caem, mas ações preventivas prosseguem

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Saúde | 05-05-2019 19:55 | 10584
Ações de combate ao mosquito da dengue continuam  intensificadas em Paraíso, mesmo com redução de casos
Ações de combate ao mosquito da dengue continuam intensificadas em Paraíso, mesmo com redução de casos Foto de Arquivo “JS”

Nem mesmo o anúncio da Secretaria de Estado da Saúde de Minas Gerais (SES/MG) de que as notificações de dengue tiveram uma redução drástica na última semana está fazendo com que as autoridades de saúde esmoreçam no combate a doença. No último boletim divulgado pelo Governo, o município paraisense aparece com indicadores mais favoráveis, resultado do trabalho intensivo realizado.

De acordo com o Boletim Epidemiológico divulgado no inicio desta semana pela SES/MG, São Sebastião do Paraíso está com mais de 1700 casos suspeitos de dengue desde o início de 2019. Deste total 260 notificações suspeitas foram confirmadas através de exames laboratoriais. Contudo, quando é feito o acompanhamento epidemiológico, verifica-se que nas últimas semanas a incidência dengue no município caiu de 1.199 para 369. A redução é de praticamente 200%.

Ainda assim a Vigilância Epidemiológica de Paraíso continua mantendo o alerta aos moradores da cidade sobre a necessidade de realização das medidas preventivas. Segue valendo a recomendação ao cidadão para que se dedique ao menos cinco minutos do dia para examinar o quintal, as plantas e todos os objetos propícios para a reprodução do mosquito Aedes aegypti, para localizá-los e eliminá-los. A Prefeitura anuncia que permanece realizando os mutirões de limpeza aos sábados, além da adoção de outras medidas.

Em janeiro, a cidade apresentou um índice alto de infestação (9,8%), sendo o lixo o depósito predominantemente onde foi encontrada a larva do mosquito, transmitindo dois tipos de vírus: dengue 1 e 2. A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica, vem desde o começo do ano realizando várias ações com o intuito de reduzir os números da doença, como mutirões pela cidade e distrito de Guardinha, pulverização de terrenos com bombas portáteis e veículos (fumacê), visitas de agentes em residências nos bairros com maior registro de focos, palestras em escolas, instituições e empresas para orientação quanto à prevenção. No entanto, o alerta aos moradores, bem como os mutirões e campanhas preventivas vão continuar até a diminuição dos casos em Paraíso.

De acordo com Daniela Cortez, do setor de Vigilância em Saúde, as ações vão se intensificar e a população deve fazer a sua parte, principalmente não acumulando lixo e entulho, não deixando água parada nos quintais e limpando os terrenos. Nenhuma morte por dengue foi confirmada na cidade e os casos suspeitos de Chikungunya e Zika vírus foram descartados. Na próxima segunda-feira, 6,a Secretaria de Estado da Saúde deverá divulgar um novo Boletim Epidemiológico, sobre a incidência de dengue nos municípios mineiros.