INTERNACIONAL

Cientista paraisense, professor da FCAV recebe prêmio internacional

“Prêmio R. Gaurth Hansen” reconhece jovens cientistas
Por: Redação | Categoria: Educação | 11-05-2019 11:59 | 1245
Prof Marcos Túlio e sua orientadora Profa. Laurie S. Kaguni
Prof Marcos Túlio e sua orientadora Profa. Laurie S. Kaguni Foto de Reprodução

O paraisense Marcos Túlio de Oliveira, professor da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias –FCAV- do Departamento de Tecnolo-gia da UNESP de Jaboticabal, recebeu o “Prêmio R. Gaurth Hansen”, que foi criado para reconhecer excelentes jovens cientistas que fizeram sua graduação ou pós-graduação no Departamento de Bioquímica e Biologia Molecular da Michi-gan State University e que estão neste momento em estágios iniciais de carreira acadêmica promissora.

Professor Marcos fez seu doutorado entre 2006 e 2011 com a professora Laurie S. Kaguni e desde 2013 é professor de bioquímica e biologia molecular na FCAV. Atualmente ele trabalha com dois aspectos do funcionamento básico da mitocôndria animal: manutenção do DNA mitocondrial e a fosforização oxidativa. Seu grupo usa o organismo modelo Drosophila melanogaster para criar condições semelhantes àquelas encontradas em doenças humanas, e a partir disso, testar como estas condições podem ser amenizadas.

Um exemplo de trabalho é a expressão de uma enzima encontrada no tunicado Ciona intestinalis, chamada oxidase alternativa, que pode melhorar significativamente os distúrbios causados por condições genéticas severas que afetam a mitocôndria humana e de drosófila. Este é um trabalho de ciência básica com amplas possíveis aplicações na saúde humana e animal, e que diversifica a pesquisa realizada na FCAV.

O grupo de pesquisa do professor é composto por alunos do curso de graduação em Ciências Biológicas da FCAV e por pós-graduandos do Programa de Biociências do IBILCE- São José do Rio Preto.

Doutor Marcos Túlio de Oliveira é filho de Vilma Vieira Mião Oliveira e José Pires de Oliveira.

POR BRUNA FERREIRA