H1N1

Suspeita de H1N1 reforça importância da vacinação contra gripe em Paraíso

Por: João Oliveira | Categoria: Saúde | 11-05-2019 12:03 | 9578
Com o Dia D, vacinação em grupos de risco já chegou  a 41%. Meta é atingir 95% de cobertura vacinal
Com o Dia D, vacinação em grupos de risco já chegou a 41%. Meta é atingir 95% de cobertura vacinal Foto de Dênis Meneses

Um caso suspeito de  gripe H1N1, que resultou na internação de um paciente na Santa Casa de Misericórdia de São Sebastião do Paraíso nesta semana, vem servindo de alerta para a importância da vacinação contra a gripe. No sábado (4/5) aconteceu o Dia D da Campanha Nacional, que tem como foco a vacinação de crianças de seis meses até seis anos e idosos acima de 60, grupos estes que são mais vulneráveis ao vírus da gripe e suas variantes. A expectativa é que campanha em Paraíso atinja a 21.450 pessoas.

De acordo com a coordenadora da Vigilância em Saúde em São Sebastião do Paraíso, Daniela Cortez, o Dia D impulsionou o número de vacinações desde o início da Campanha, que segundo conta, teve bastante procura. Antes de sábado, cobertura vacinal era de cerca de 30%, mas atualmente quase metade dessas pessoas já foram vacinas, entre elas puérpuras, gestantes, idosos, crianças, entre outros grupos.

"Felizmente, houve muita procura para a vacina de crianças e idosos, mas ainda estamos abaixo na meta, que é de 95%. No entanto, em relação a ultima campanha, que teve baixa procura e precisou ser prorrogada, estamos bem à frente. Precisamos correr para bater esses números e caso não cheguemos atingir a meta é possível que o Estado determine a prorrogação. Atualmente estamos buscando finalizar a vacinação de acamados e moradores da zona rural", conta.

A Campanha completou um mês nesta sexta-feira (10/5) e de acordo com Daniela Cortez falta pouco para completar a vacinação de idosos, professores e profissionais da saúde, entretanto o município já conseguiu atingir a meta da vacinação em mulheres que acabaram de ter filho (puérpuras) e está próximo de chegar à meta em gestantes. "Idosos e crianças, que é a maior parte desta população, é que ainda precisamos trabalhar bastante para bater os números estipulados pelo Estado", completou.

SALAS DE VACINAÇÃO
Na data de vigor da campanha, o cidadão pode procurar umas das seguintes salas de vacinação: Posto de Puericultura, à rua Gedor Silveira, nas USFs da Vila Formosa, à rua Maria Abadia Amaral Malaguti, 180; USF Vila São Pedro (terças e quintas), à rua Francisco Quintino , 181; USF São Judas, à rua coronel Alfredo Serra e USF no distrito de Guardinha, à rua Germano Guerra, 445.