• DOS LEITORES •

O que vale é o ensino Critico

Por: Redação | Categoria: Do leitor | 15-05-2019 20:58 | 136
Foto de Reprodução

Costuma-se dizer que investir na educação é fundamental para melhorar a sociedade e mudar o mundo. Mas é importante ressaltar que a educação como ferramenta de mudança só alcança seu poder transformador quando é orientada a cultivar pessoas excelentes, capazes de pensar criticamente e de exibir sua autonomia moral.

pelos outros e pelo meio ambiente; pessoas que desenvolveram sua dimensão sócio-afetiva e que respeitam e aceitam os outros por suas opiniões, sua cor de pele, sua orientação sexual, suas crenças, sua idade, sua classe social ou sua nacionalidade; pessoas persistentes, disciplinadas e automotivadas, com a capacidade de se corrigir e tentar novamente. Pessoas capazes de conviver eticamente e trabalhar em equipe.

Desenvolver um pensamento crítico, que é a possibilidade de tomar decisões, julgar, avaliar, comparar e contrastar, é outra das missões que uma educação transformadora deve ter. Para pensar criticamente e tomar uma posição, as pessoas devem ter uma boa base de conhecimento que lhes permita serem cidadãos globais. Por exemplo, não se pode entender o processo de construção de um país sem conhecer a história e a memória do país e como sua historia e sociedades foram alcançadas de diferentes maneiras. Tampouco podem ser propostas soluções criativas para os problemas da vida real, se não houver capacidade de pensar de diferentes disciplinas. Como esse ou outro problema poderia ser resolvido pela física, economia ou filosofia? O que a literatura nos fornece? O que sabemos sobre essas disciplinas para gerar soluções criativas para problemas da vida real?

Finalmente, os alunos devem, a caminho da escola, começar a construir sua própria autonomia moral: essa é a transformação mais complexa de todas, porque requer simultaneamente a aquisição da capacidade de pensamento crítico. Para ter autonomia moral, a pessoa deve ser capaz de distinguir o que é bom do que é errado; o que nos faz bem e o que nos fere como indivíduos e como sociedade, a partir de uma perspectiva ampla e generosa que transcende nossos próprios interesses.

O que é necessário para alcançar esses três pilares de uma educação transformadora? Professores bons e exemplares, uma vez que muitos dos tópicos indicados não são aprendidos nos livros ou na Internet, mas através do exemplo e dos anos escolares com pessoas que demonstram suas convicções e valores através de suas próprias vidas.

Mas também professores treinados em suas próprias disciplinas que estão dispostas a ensinar, a pensar e não apenas a memorizar e repetir (pensamento crítico). Além disso, nunca tenha um currículo (o que ensinar, como e para quê, com quais textos e materiais, etc.) para orientar e mostrar a direção das ações da escola e incorporar esperamos, o uso da tecnologia. Exigir dos educadores uma mudança real para que os alunos sejam bons cidadãos, pensadores e com muita coerência entre seus valores e suas ações.
Enviada por Carlinhos Rodrigues