DENGUE

Paraíso deixa lista dos municípios com maior ocorrência de dengue

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Cidades | 25-05-2019 20:10 | 8178
Ações de combate a dengue foram intensificadas pela cidade com trabalhos de conscientização da comunidade
Ações de combate a dengue foram intensificadas pela cidade com trabalhos de conscientização da comunidade Foto de Arquivo

São Sebastião do Paraíso deixou de fazer parte nesta semana da lista das cidades com maior incidência de casos de dengue dos últimos 20 dias. O resultado é fruto do trabalho intensificado de combate aos focos do mosquito Aedes aegypti que vem sendo realizado desde fevereiro e que já teve número recorde principalmente entre os meses de janeiro, fevereiro e março. Somente nas três primeiras semanas de maio foram registrados apenas 68 casos no município, com tendência de queda gradativa nos últimos dias, conforme Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde.

Conforme o balanço apresentado, em 2019, até 20 de maio, Minas Gerais registrou 289.500 casos prováveis, entre as situações confirmadas e as suspeitas de dengue. Desde o início do ano foram confirmados 49 óbitos por dengue no Estado e ainda há outras 97 mortes em investigação para dengue. Vale ressaltar que os óbitos em questão foram notificados ao longo de 2019 e não são, necessariamente, óbitos recentes. A SES-MG esclarece que um registro maior de casos é esperado para este período, considerados como meses quentes e chuvosos, devido à sazonalidade da doença. Dessa forma, o estado está em situação de alerta para esse aumento no número de casos das doenças transmitidas pelo Aedes, como é o caso da Dengue, Chikungunya e Zika.

No caso de São Sebastião do Paraíso que no início do ano por semanas liderou o ranking entre os municípios com grande incidência de dengue, agora encontra-se em um quadro que não configura epidemia. O recorde de ocorrências foi registrado em fevereiro quando foram totalizados 722 casos em quatro semanas. Somente na primeira semana daquele mês foram 268 casos. Ao longo do ano a cidade acumula 1.711 casos o que faz com que Paraíso apareça com a classificação de muito alta.

Desde março os indicadores começaram a apresentar baixa tendo na primeira semana daquele mês registrado casos (91) em dois dígitos pela primeira vez no ano. O menor índice foi apurado semana passada quando foram registradas apenas 17 ocorrências. Nos 11 primeiros dias de maio Paraíso teve 51 casos de dengue.

Em relação às ações para controle do Aedes, a SES-MG tem adotado uma série de medidas de apoio aos municípios que apresentam aumento no número de casos de dengue. Como uma das medidas adotadas para conter o avanço dos casos no estado, a SES-MG declarou Situação de Emergência em Saúde Pública nos municípios de abrangência das Macrorregiões de Saúde Centro, Noroeste, Norte, Oeste, Triângulo do Norte e Triângulo do Sul do Estado. A partir dessa ação, que foi publicada em 23/04, no Diário Oficial de Minas Gerais, será possível mobilizar recursos de forma mais ágil para enfrentamento do Aedes aegypti e estruturação de serviços de atendimento às pessoas infectadas pelo vírus causador da doença.

Também foi publicada a Resolução SES/MG Nº 6.697, de 02 de Abril de 2019, com aprovação de liberação de recurso financeiro de R$ 4,180 milhões para ações de enfrentamento da dengue nos 93 municípios com incidência alta ou muito alta da doença. Ainda em abril, em 27/04, foi publicada no Diário Oficial do Estado a Resolução SES/MG Nº 6.719, de 26 de abril de 2019, com aprovação de novos recursos financeiros, dessa vez na ordem de R$ 4,2 milhões para ações de enfrentamento da dengue em 107 municípios com incidência alta ou muito alta da doença. São Sebastião do Paraíso foi uma das cidades contempladas tendo sido destinado pelo Governo de Minas a quantia de R$ 70 mil para reforço nos trabalhos de combate à dengue.