DESTRUÍDO

Veículo pega fogo em frente oficina e fica totalmente destruído

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Cidades | 28-05-2019 20:05 | 4923
Foto de Jornal do Sudoeste/Vasco Caetano Vasco

Uma perua Marajó ficou totalmente destruída depois de incendiar-se na tarde de ontem (28/5), em São Sebastião do Paraíso. O veículo estava estacionado em frente a uma oficina mecânica, onde passou por alguns reparos. Câmeras de segurança instaladas numa residência em frente ao local na Rua Francisco Bruno altura do número 36 poderão ajudar nas investigações e esclarecer se o incêndio foi criminoso ou não.

O caso foi registrado pouco depois das 16 horas, no bairro Santa Maria onde o veículo estava estacionado. Pessoas que passavam pelo local perceberam as chamas e a fumaça e utilizaram-se de uma mangueira de jardim para jogar água no carro que estava se incendiando. Com o fogo a Marajó ficou totalmente destruída tendo queimado o estofamento, os vidros estouraram e as partes de revestimento de plástico também ficou danificada.

O dono da oficina mecânica onde o carro estava estacionado disse achar estranho o incêndio já que o carro estava sem bateria. “Ele já estava aqui há alguns dias e seria retirado hoje. Parece que ia ser vendido e uma pessoa ficou de dar uma olhada”, comentou. O mecânico também informou que a Marajó pertence a funcionário que trabalha para a empresa que faz a coleta de lixo da cidade. No momento em que a reportagem estava no local ele não havia chegado e estava sendo procurado já que encontrava-se em horário de serviço. Não se sabe como, mas o veículo se deslocou alguns metros de onde estava e só parou depois que uma das rodas travou na guia da rua.

A situação chamou a atenção de moradores das imediações e de populares que passavam pelo local. Suspeita-se que alguma pessoa possa ter provocado o incêndio, sem ser percebido pelas pessoas na rua. No entanto, numa residência em frente há duas câmeras de segurança que se estiverem funcionando podem ter flagrado se alguém agiu criminosamente. O carro estava com pelo menos um dos vidros abertos antes do incêndio.

Uma viatura do Corpo de Bombeiros foi enviada para o local, mas, não foi necessário que os soldados entrassem em operação.  Segundo informações a Vigilância Sanitária já havia feito solicitações para providências em relação ao veículo que estava estacionado há vários dias nas proximidades da porta da oficina.