SÃOSINHA

Aniversário de um Engenheiro Civil

Por: Conceição Ferreira Borges | Categoria: Entretenimento | 03-06-2019 17:46 | 1576
Foto de Reprodução

Aníbal Marinzeck Borges, Engenheiro Civil de grande renom profissional e social em toda a região, aniversariou no dia 28 de maio.

Seu ideal de ser Engenheiro surgiu na infância, observando as novas construções em Paraíso. O majestoso novo prédio do Fórum tem o talento e o profissionalismo de Aníbal Marinzeck Borges.

Junto de sua esposa, a advogada Iria Pelucio Borges, visita frequentemente a Europa, observando com grande entusiasmo a grandeza das construções com seus imensos arcos, curvas suaves, inspirações para o idealismo.

Seu aniversário teve o brilho do aconchego familiar, o beijo da esposa, da mãe Altair, da sogra Itair, das filhas Amanda Marinzeck Borges Nascimento, seu esposo Rafael Nascimento, da adorável netinha Antonela Marinzeck Borges Nascimento, Bárbara Marinzeck Borges, Rafael Marinzeck Borges, de sua irmã Adriane Marinzeck Borges Delfante e Paulo Delfante, cunhados, sobrinhos, tia, primos e amigos, todos desejando-lhe felicidades.

Pasmo e aplausos. Em 2015 Eliana Mumic Ferreira lançou seu primeiro livro, “Poemas a Vida” que é destaque na literatura paraisense.

Eliana é acadêmica da Academia Paraisense de Cultura desde sua fundação. O Hino da Academia, um dos símbolos de nossa cultura, tem a expressiva e bela letra da acadêmica Eliana Mumic Ferreira e a música vibrante do compositor e maestro paraisense, Calimério Augusto Soares.

A sensibilidade poética de Eliana revelou-se quanto ainda criança. Fascinada pelo voo dos pássaros, as flores do jardim de sua mãe, a beleza da natureza tão amada por ela, escrevia em um caderninho de escola, poesias sobre tudo o que a encantava.

Seus pais, Alípio Mumic e Alice do Nascimento Mumic mostraram o caderninho a um grande amigo da família, o Professor Ary de Lima, grande poeta mineiro, que se emocionou pela perfeição dos versos e a beleza das rimas. Muitas dessas poesias foram publicadas pela imprensa paraisense daquela época. A menina nunca deixou de escrever suas poesias. Romântica e sonhadora, jovem, casou-se com Fernando Ferreira Chagas, realizando seus mais lindos sonhos.

Tiveram filhos, netos e bisnetos. Eliana dedica e sempre dedicou a sua família querida, muito amor, carinho e poesias.

Eliana com a magia da inspiração e a grandeza dos sentimentos escreve versos que são carícias para o coração.

É uma poetisa brilhante de nossa cultura.