VACINAÇÃO GRIPE

Vacinação contra gripe: restam poucas doses a serem aplicadas em Paraíso

Por: João Oliveira | Categoria: Saúde | 15-06-2019 11:15 | 11834
Foto de Reprodução

Restam ainda pelo menos 300 doses a serem aplicadas da vacina contra a gripe em São Sebastião do Paraíso. A Campanha de Vacinação, que tinha como meta a cobertura de 95% de 21.450 pessoas que fazem parte do público alvo a ser vacinado, entre eles idosos e crianças, chegou próximo ao número, tendo sido atingido no total 85% de pessoas vacinadas. Agora, vacinação está aberta a todos os públicos e quem quiser pode procurar uma das salas de vacinação, mas deve levar cartão do SUS e de vacinação.

De acordo com os dados do Data Sus, na região municípios vizinhos conseguiram bater os números, entre eles Itamogi, que vacinou 100% do seu público alvo e São Tomás de Aquino, que superou a meta e vacinou 103,4%. Monte Santo de Minas também chegou próximo, vacinando 88,5% e Passos 90% desse público alvo da campanha.

Conforme a coordenadora da Vigilância em Saúde em Paraíso, Daniela Cortez, o fato de não ter atingido a meta, em especial em alguns grupos, muito se relaciona com a descrença na vacina.

Do público alvo pretendido, 77,2% das crianças foram vacinadas; gestantes: 85,3%; servidores da saúde: 95,5%; puépuras: 153,4%; idosos: 91,7%; professores: 97,4%; e comorbidades: 76,56%. “A dificuldade em atingir essas metas, acredito, foi a descrença da pessoa na vacina, é o que mais acontece. Muitos que já vacinaram, não voltam a tomar a vacina porque acham que não funcionou para ela e que mesmo tomando a vacina ficou doente, e sabemos que não é assim”, ressalta.

O tempo seco e frio tem contribuindo para gripe e a vacina, apesar de parecer não ter efeito, pode evitar riscos sérios de doenças como o H1N1. Conforme a coordenadora, alguns vírus da gripe, que sofre constante mutação, podem não estar contemplados na cepa daquela vacina e a pessoas podem realmente acabar ficando doentes, no entanto ela previne contra variantes de vírus que podem, inclusive, levar ao óbito, como é o caso do H1N1, sendo que já houve registros de casos suspeitos em Paraíso e região.

“A vacina não tem reação, é um vírus inativado e fragmentado. A vacina é ideal para casos mais graves como H1N1; a gripe comum pode acometer em qualquer um, mas não são efeitos graves e que levam a óbito. Percebemos que quando há casos de doenças graves assim, a procura é maior, quando não tem, e que é o momento da prevenção, as pessoas esquecem-se de vacinar”, acrescenta.

A vacinação acontece agora normalmente e qualquer um pode procurar as salas de vacinação, desde que leve o cartão do SUS e cartão de vacinação.

A coordenadora informa ainda que aqueles cartões do SUS que começam com a numeração oito, devem ser atualizados, mas o processo é rápido e pode ser feito em qualquer Unidade de Saúde da Família.

POSTOS DE VACINAÇÃO
O público alvo da campanha ainda está sendo priorizado, mas qualquer cidadão pode procurar um dos seguintes postos: Posto de Puericultura, à rua Gedor Silveira, nas USFs da Vila Formosa, à rua Maria Abadia Amaral Malaguti, 180; USF Vila São Pedro (terças e quintas), à rua Francisco Quintino, 181; USF São Judas, à rua coronel Alfredo Serra e USF no distrito de Guardinha, à rua Germano Guerra, 445.