MULTAS EDUCATIVAS

Agentes de trânsito de Paraíso já podem emitir multas "educativas"

Por: Roberto Nogueira | Categoria: Cidades | 07-08-2019 08:56 | 1024
Agentes receberam instruções e manusearam equipamento que será utilizado para o preenchimento do talonário eletrônico
Agentes receberam instruções e manusearam equipamento que será utilizado para o preenchimento do talonário eletrônico Foto de Roberto Nogueira

Os agentes de trânsito pertencentes à Guarda Municipal de São Sebastião do Paraíso concluíram ontem, (6/8), a última etapa de treinamento e capacitação para já poderem atuar de forma definitiva nas ruas da cidade. A partir da próxima segunda-feira (12/8), terá início a nova fase de fiscalização aos condutores que se cometerem infrações serão multados. "Neste primeiro momento a autuação sairá como educativa em mais um momento de orientação, mas que a partir de setembro já será definitiva", anuncia Miguel Félix de Souza, secretário municipal de Segurança Pública, Trânsito, Transportes e Defesa Civil.

O treinamento dos cerca de 60 agentes foi realizado no anfiteatro da Secretaria Municipal de Obras.  Um representante da empresa GCT foi quem ministrou as instruções aos agentes detalhando como é o funcionamento do aparelho onde será preenchido o talonário eletrônico. Foram transmitidas instruções passo a passo sobre a utilização do equipamento, os programas utilizados e as características de uso. O grupo de agentes foi dividido em duas turmas que puderam manusear, interagir e testar os palmtops.

"Hoje estamos finalizando a qualificação dos nossos guardas e agentes, inclusive com o uso de recursos tecnológicos para que eles possam ir a campo e desenvolver o trabalho de forma efetiva", disse Miguel Félix. Ele ressalta que a iniciativa possibilitará total transparência no exercício da função e que os autos poderão ser acompanhados pelo sistema.

Miguel enfatiza que faltam apenas acertar pequenos detalhes na parte de estruturação com o fornecimento dos radares. "Desta forma posso dizer que o processo está concluído e já poderemos atuar visando promover o trânsito mais eficiente e seguro, coibindo aqueles que não agirem em conformidade com a legislação", explica.

O secretário disse ainda que o serviço terá como grande aliado o uso de recursos tecnológicos o que dará maior eficiência no serviço a ser prestado. Outro detalhe enfatizado é que com o sistema não haverá margem para o famoso "jeitinho".

Ele acrescenta que o modelo adotado para a municipalização e atuação dos agentes visa obter a maior eficiência na prestação do serviço. "São vários fatores positivos que vão desde a redução de gastos com papel, por exemplo, da transparência, uma vez que a infração lançada no sistema, o infrator só poderá recorrer através da Junta Administrativa de Recurso Infracional (JARI). Não vai ter aquela história de dar um jeitinho de tirar multa, não tem este termo, isto não existe", completa.

Conforme o secretário o trabalho educativo continuará por cerca de um mês. "Já vamos iniciar com as autuações que ainda neste momento serão educativas, mas terá o alerta de quando será cobrado para valer mesmo, em uma data de setembro que iremos fixar", completa.  Neste intervalo de tempo Miguel Feliz aponta que "teremos mais um bom prazo para que todos os motoristas estejam preparados", finaliza.