CÂMARA

Cidinha Cerize e Serginho lamentam clima de discórdia na Câmara

Por: João Oliveira | Categoria: Política | 07-08-2019 14:25 | 365
 Vereadores demostram desconforto com situação discutida da Câmara Municipal
Vereadores demostram desconforto com situação discutida da Câmara Municipal Foto de ASSCAM

Foi em tom constrangido que os vereadores Sérgio Aparecido Gomes e Cidinha Cerize lamentaram o clima de discórdia que ocupou mais de duas horas da sessão da Câmara de São Sebastião do Paraíso, segunda-feira (5/8). Na abertura na primeira sessão Legislativa do semestre não faltaram acusações entre os vereadores Jerônimo Aparecido e Marcelo de Morais, que trocaram pedidos de investigação na Comissão de Ética e Decoro Parlamentar (matéria nesta edição).

Cidinha Cerize como membro da Comissão de Ética que irá analisar os pedidos dos vereadores, disse que a situação, é "lamentável". "É lamentável receber tantas denúncias, com tanto material que denigre pessoas. Só que como é meu papel, não posso fugir do meu compromisso, que será de fazer as investigações, apurações e dar um resultado para a população", disse.

A vereadora afirmou que o momento é ruim, mas que não há nada que não possa ser modificado com força de trabalho e atitudes corretas. "Não me apraz nenhuma das coisas que estão acontecendo, mas muitas delas têm que vir à tona para que possamos tomar as devidas atitudes, mostrar o que está acontecendo. Serão feitas as investigações para que não se cometa injustiças", defendeu.

Conforme a vereadora, "não podemos nos manifestar diante do que chegou, temos que averiguar. Farei meu trabalho, de forma correta, mas os fatos ocorridos afetaram a todos nós e a nossa cidade. Não tem como fugir disto, desde a prisão do Ademir até este momento, nossas falas não são agradáveis, mas elas têm que ser expostas e discutidas. O que está acontecendo, tem acontecido no mundo todo. Isso vem de encontro ao que todo mundo pede: combate à corrupção, ao mal-uso do dinheiro público e coisas erradas", afirmou.

O vereador Sérgio Aparecido Gomes também lamentou a situação e disse que foi perdido muito tempo diante dessas denúncias e acusações entre os vereadores. "Quem fica prejudicada é a população, nossa função é zelar pelo bem-estar dela. Esse negócio de vereadores ficarem se atacando, não vai levar a lugar nenhum. Acredito que temos que olhar o bem da nossa população", ressaltou.

Serginho disse que tem de dar um basta e que é preciso pensar em São Sebastião do Paraíso. "Precisamos nos unir. Peço, senhor presidente, que convoque uma reunião com os 10 vereadores, para que dialoguemos e procuremos o bem da população. Que busquemos pensar no que aconteceu com o Ademir, que sirva de exemplo para todos. Temos que olhar para nossa comunidade. A Câmara está sendo malvista por todos. Esses ataques não levam a lugar nenhum", completou.