UFLA PARAÍSO

Apesar de imprevistos, obras no campus da UFLA em Paraíso seguem a todo vapor

Por: João Oliveira | Categoria: Educação | 19-08-2019 10:08 | 1803
Foto de Vasco C/Jornal do Sudoeste

A construção do campus da Universidade Federal de Lavras em São Sebastião do Paraíso -UFLA- segue a todo vapor e, conforme o previsto, devem ser finalizadas no início de 2021. Entretanto, dois imprevistos aconteceram desde que se iniciaram as obras. Uma empresa que havia ganhado a licitação para a construção da Biblioteca desistiu, e a obra precisou ser relicitada, o que deve fazer com ela leve um pouco mais de tempo para ser finalizada. Além disto, a condição da aprovação da Reforma da Previdência para realização de concurso para professores ainda não fez com que a Universidade definisse o modo de ingresso à instituição no município.

Conforme explica o reitor da UFLA, José Roberto Soares Scolforo, o campus anda bem, todos os recursos estão garantidos e todos os prédios, com a exceção da biblioteca, estão em andamento. "Naturalmente que alguns estão mais adiantados que outros, porque algumas empresas começaram as obras mais cedo. É importante que a população saiba que os recursos para todas as obras do campus estão garantidos e foram empenhados no ano passado e, por tanto, não estão sujeitos às dificuldades que ouvimos, vemos e pelas quais nós passamos nesse momento", destaca.

Segundo explica Scolforo, o prédio da Biblioteca precisou ser relicitado porque as empresas ganhadoras da licitação desistiram e acharam seria economicamente desvantajoso para elas realizarem essa obra. "É um direito que essas empresas têm de desistir. Naturalmente que há questões legais que precisamos levar em consideração porque não se pode desistir simplesmente de uma licitação. Mas, o que fizemos, foi relicitar a obra, que está em fase final, para que retomemos o trabalho. A obra atrasou por questões legais, e não por falta de recurso".

VESTIBULAR

Em relação ao processo seletivo para o ingresso à Universidade, o reitor conta ainda não está definido de forma concreta qual das duas alternativas será utilizada: ENEM ou vestibular. "Isso porque, embora aprovados os códigos de vagas dos professores e técnicos, o Paulo Uebel, umas das pessoas mais graduadas do Ministério da Economia, considerou que a liberação desses códigos para a realização de Concurso Público seria após a reforma da previdência", explicou

Diante disto, Scolforo aponta que está numa fase de tratativas para que haja a liberação dos primeiros códigos de vagas e, deste modo, para que se possa fazer o concurso. "A nossa ideia continua muito firme de começarmos no primeiro semestre do próximo ano os cursos em São Sebastião do Paraíso, ou seja, em março de 2020. Sou muito seguro em todas as ações. Estou aguardando a liberação desses códigos de vaga, que espero que aconteça muito brevemente para que assim já tenhamos esses professores definitivamente", conta.

O reitor destaca que não gostaria de trabalhar com adaptações, mas já com os professores definitivos para o campus. "Se houve atraso, lógico que iremos buscar outras alternativas, é isto que interfere na decisão se vamos fazer um vestibular específico ou se iremos usar o ENEM. Mas na realidade podemos fazer as duas coisas, usar o ENEM, ou fazer um vestibular pensando no público mais regional, mas são definições que tomaremos após liberação do código de vagas", acrescenta.

"Todos os compromissos que foram feitos com a gente estão sendo honrados e estou muito otimista com a própria construção do Campus e acredito que, tirando a Biblioteca, que levará um pouco mais de tempo do que o previsto, acredito que no final do ano que vem e inicio de 2021, o campus estará totalmente pronto e vai ser algo espetacular para a população de São Sebastião do Paraíso", completa.

Pavilhão de aulas
Anfiteatro
Galpão de Laboratórios
Galpão de Incubadora
Canindé
Quadra