ORELHÕES

Orelhão em vias públicas pode chegar ao fim graças à telefonia móvel

Por: João Oliveira | Categoria: Tecnologia | 20-08-2019 22:54 | 673
Foto de Reprodução

Tem sido notório em São Sebastião do Paraíso, a cada ano, a diminuição de pontos com telefones de uso público, os famosos "orelhões". O telefone em vias públicas, que por muitos anos foi o principal meio de comunicação para a população que não tinha acessos às linhas telefônicas em casa e, muito raro, a telefonia móvel, agora caminha para um fim graças a mudanças aprovadas pela Anatel.

De acordo com a Oi Telecomunicações, a utilização do orelhão está diminuindo a cada ano em razão do aumento do número de telefones móveis. Diante disto, a agência reguladora, a Anatel, introduziu algumas mudanças no novo Plano Geral de Metas de Universalização (PGMU), em vigor desde dezembro de 2018.

Esse novo plano prevê a retirada de orelhões subutilizados pelas operadoras de telefonia fixa que atuam no Brasil, entre elas a Oi, Telefônica, CTBC e Sercomtel. Em contrapartida à redução do número de telefones de uso público, as operadoras serão obrigadas a investir em telefonia móvel e banda larga, levando esses serviços às localidades ainda não atendidas e ampliando o que já existe nas outras localidades.

De acordo com a Oi, o novo Plano Geral de Metas de Universalização veio adequar as regras vigentes no Brasil à tendência mundial, garantindo a permanência de orelhões em locais onde há demanda como shoppings, escolas, postos de saúde, hospitais, órgãos dos poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, estabelecimentos de segurança pública, bibliotecas, museus, terminais rodoviários, aeródromos entre outros, bem como em localidades hoje só atendidas com o telefone de uso público.