MOTOS

Jaburus Moto Clube em Paraíso, aliando o prazer pelas motos e por ações sociais

Por: Nelson de Paula Duarte | Categoria: Entretenimento | 25-08-2019 08:53 | 1440
Foto de Nelson P. Duarte

Domingo passado, quem esteve no Parque de Exposições João Bernardes Pinto Sobrinho, onde foi realizado evento em prol do Hospital Regional do Câncer, encontrou em uma barraca, animado grupo de motociclistas voluntários preparando algodão doce, oferecendo suas contribuições para o evento.

Essa participação solidária, fraterna, faz parte da rotina dos integrantes do Jaburus Moto Clube do Brasil, que há mais de oito anos atua em São Sebastião do Paraíso, conforme explica Célio Alexandre Montaini (Jaburu Montanha). Formado por um grupo de amigos em 2011, uma equipe que conforme diz Montanha, tem o mesmo ideal, objetivo e visão. Aliam o prazer pelas motos e da prática social.

“Um dos braços fortes do motociclismo é a solidariedade, e exercemos aqui em São Sebastião do Paraíso há vários anos o Natal Moto Solidário”, explica Montaini. Em oito edições foram distribuídos mais de sete mil brinquedos. Tem sido um evento crescente. “No último conseguimos atender três mil crianças, e nossa previsão para o Natal de 2019 é ampliar ainda mais a distribuição”, afirma.

O Jaburus participa de ações solidárias em outras localidades também, como ocorreu em duas oportunidades em Franca, no Primeiro Moto Solidário, no mês janeiro no Parque Fernando Costa, evento que reuniu durante dois dias, voluntariamente, motociclistas e 17 bandas de rock para arrecadar cinco toneladas de alimentos.

O sucesso foi tão grande que houve a segunda edição no final de julho, quando se apresentaram bandas com nível nacional, e novamente lá estavam integrantes do Jaburus Moto Clube de São Sebastião do Paraíso. A meta era arrecadar em torno de quinze, mas foram arrecadadas dezessete toneladas de alimentos.

“Nós participamos do Motociclismo Solidário que reúne integrantes do Jaburus Moto Clube do Brasil e também dos Abutres, a facção aqui de São Sebastião do Paraíso. Esses dois motoclubes montaram o Motociclismo Solidário e com isso conseguimos adquirir carrinho de pipoca, máquina para produzir algodão doce, pula-pula, e várias entidades que entram em contato e a gente fornece mão de obra quando necessário”, explica o Jaburu Montanha, que atua como locutor de eventos motociclísticos.

Neste final de semana integrantes do Jaburus de Paraíso estarão em Uberaba, onde acampam para uma das maiores festas de motociclismo do interior. “São eventos familiares, e muitos que puderam presenciar o realizado por ocasião do aniversário de nosso Clube, em abril, podem comprovar isso”, observa Célio Alexandre Montaini.

Sobre encontros de motociclistas, Montanha afirma que “você encontra amigos e faz novas amizades, jovens de 85 anos com seus triciclos e motos, que pegam estrada todas as semanas, e é comum também a presença de crianças”.

Para conversar, planejar as próximas viagens, integrantes do Jaburus em Paraíso reúnem-se às quintas-feiras em locais específicos. “Atualmente estamos nos reunindo no Pub Los Bravos, localizado na avenida Zezé Amaral. As pessoas que quiserem participar, conhecer um pouco mais sobre o mundo do motociclismos, nossas histórias, é só chegar que serão bem vindas”.

O próximo evento em São Sebastião do Paraíso será o Natal Moto Solidário no dia 15 de dezembro na Arena João Mambrini com várias atrações, e ao final a entrega de brinquedos. Especificamente sobre o Natal Solidário, Montanha enfatiza que normalmente se ouve pais dizerem que aquele brinquedo será o único que a criança irá ganhar. Isso paga qualquer esforço de nossa parte”, afirma.

Sobre motociclismo, Montanha diz haver muitos mitos, histórias que nem sempre condizem com a realidade. “Quando você o conhece, passa a participar, você vai se apaixonar. É algo que muda sua forma de pensar. Somos aqueles que sempre estão prontos a ajudar, porque motociclismo é praticamente alegria, solidariedade”, conclui.